Olhar Direto

Quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Notícias / Cidades

Agente penitenciário e mais três são presos em flagrante por sequestro e tortura

Da Redação - Wesley Santiago

11 Abr 2017 - 15:17

Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto/Ilustração

Agente penitenciário e mais três são presos em flagrante por sequestro e tortura
O agente penitenciário, Wanderson Santos de Almeida, 33 anos e mais três pessoas foram presos em flagrante, pela Polícia Militar, na madrugada desta terça-feira (11). A quadrilha havia sequestrado uma família, em Cáceres (234 km de Cuiabá) e estava torturando as vítimas, física e psicologicamente.

Leia mais:
Um detento morre e quatro ficam feridos durante rebelião em presídio estadual

Conforme as informações, a polícia recebeu a informação de que três pessoas estavam sendo mantidas como reféns por um grupo de oito pessoas fortemente armadas. As equipes estão se dirigiram para duas casas, sendo uma no bairro Vila Mariana, que estava vazia e outra no bairro São José, onde fizeram o cerco policial.
 
Os policiais entraram no imóvel e conseguiram prender, em flagrante, quatro suspeitos que estavam submetendo as vítimas a tortura física e psicológica, além de mantê-las em cárcere privado. A todo momento, diziam que se não pagassem suas dívidas, seriam todos mortos. Os outros suspeitos foram identificados como: Marco Antonio da Silva, 34 anos; Ronaldo Evangelista da Silva, 27 anos e Cleiton César Calejon de Oliveira, 21 anos.
 
Com o agente prisional, os policiais encontraram uma pistola calibre .380, com dois carregadores e 27 munições intactas. No interior da residência ainda foi localizado um revóvler calibre .38, com seis munições intactas, também dos criminosos.
 
Uma das vítimas disse que foi sequestrada em um sítio e que foi levada até Cuiabá, por três homens armados, que estavam em um Toyota Corolla, sendo amarrada pelos suspeitos. Durante todo o trajeto, houve tortura psicológica. Depois, foi levada novamente à cidade de Cáceres, onde permaneceu em cárcere privado.
 
As vítimas foram mantidas em cárcere durante aproximadamente cinco horas. Os policiais ainda receberam a informação de que a outra parte da quadrilha estaria em uma Toyota Hilux, também armados, mas não conseguiu localizar os criminosos. Os presos, veículos e armas foram encaminhados para Delegacia Especial de Fronteira (Defron).

3 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Davi
    12 Abr 2017 às 06:27

    Na verdade essa quadrilha comanda o tráfico de drogas no Estado e sairão impune. Dinheiro não falta, Justiça só serve pra pobre.

  • Rafael Melgar
    12 Abr 2017 às 06:25

    Na verdade vieram em Cáceres cobrar 42 kg de cocaína que a "vítima" que deveria guardar sumiu, algo em torno de um milhão, duzentos e cinquenta mil.

  • GERALDO
    11 Abr 2017 às 20:42

    O Agente ganha bem e, numa crise desse tamanho arriscar o futuro dele e de sua família é de lascar

Sitevip Internet