Olhar Direto

Segunda-feira, 26 de junho de 2017

Notícias / Política MT

Pedro Taques vai a Brasília com governadores para arredondar debate da Previdência

Da Reportagem Local - Ronaldo Pacheco

17 Abr 2017 - 17:17

Foto: Rogério Florentino Pereira / Olhar Direto

Pedro Taques vai a Brasília com governadores para arredondar debate da Previdência
O envolvimento dos estados na discussão do novo formato da Previdência Social deve registrar um novo capítulo, nos próximos 10 dias, com reunião dos governadores com a equipe econômica do presidente Michel Temer (PMDB) e as bancadas que lideram a discussão, no Congresso Nacional. A expectativa foi confirmada pelo governador José Pedro Taques (PSDB), nesta segunda-feira (15), após participar da cerimônia de posse da nova direção do Tribunal Regional Eleitoral (TRE).
 
“Estamos buscando marcar a reunião ampliada com os governadores, mas, sim, existe dificuldade de agenda. Creio que ocorrerá nos próximos 10 dias, sim”, afirmou Pedro Taques, para a reportagem do Olhar Direto.
 
Leia Mais:
- Pedro Taques condena “populismo fiscal” e governadores engrossam coro em defesa de reforma da Previdência

- Pedro Taques vê como normal resistência interna e que bancada discuta projetos de teto dos gastos e reforma da Previdência

A discussão originária do Fórum Brasil Central de Governadores chegou a todos os estados, porque a questão previdenciária é uma bomba prestes a explodir. A previsão inicial era de que a reunião acontecesse até a próxima quinta-feira (20), mas foi prorrogado para até a quarta-feira da próxima semana, dia 25.  
“A Previdência dos estados foi desvinculada, mas tem movimento nacional para voltar à unificação. É um problema de todos”, ponderou Taques.
 
Os estados acumulam déficits bilionários com a Previdência Social. Mato Grosso vai registrar mais de R$ 750 milhões de déficit, neste ano, enquanto a projeção para 2018 é de quase R$ 1 bilhão, se nada for feito.
 
O governador de Goiás, Marconi Perillo,  coordenador do Fórum Brasil Central, citou que o seu Estado terá déficit de quase R$ 2 bilhões, neste ano, com a Previdência. “Não dá pra continuar assim, porque, senão, no futuro, os aposentadores não receberão o que têm direito; nem os servidores públicos receberão seus salários”, pontou Perillo, durante a última reunião do Fórum Brasil Central, no Cenarium Rural, em Cuiabá.
 
O presidente do Congresso, senador alagoano Renan Calheiros (PMDB), já se comprometeu em facilitar a discussão com os governadores, tanto na Câmara dos Deputados e Senado da República. Um detalhe interessante é que o filho de Renan é governador do Estado de Alagoas: Renan Calheiros Filho (PMDB).

12 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • marcelo
    18 Abr 2017 às 21:26

    em MT o governo pagou o rga tem estado que nao paga e ainda atrasa salario do servidor.

  • manoel silva
    18 Abr 2017 às 21:25

    parabéns ao governador precisamos realmente de um debate amplo sobre a previdência.

  • kalel
    18 Abr 2017 às 17:45

    É por isso que não me arrependo de ter votado em Taques, mesmo com o homérico corte nas verbas, ele tem se saído muito bem em sua administração, podemos ver que é um governo de luta pelo cidadão.

  • Kevim servidor
    18 Abr 2017 às 17:34

    No Brasil, apenas MT E PR pagaram o RGA de 2015 e 2016, apesar do atraso. Vinte e um estados estão com os salários atrasados, e ainda o servidor taca pedra em nosso governador, parabéns Taques e Obrigado por tudo.

  • Dr. Rone
    18 Abr 2017 às 17:32

    o complicado é ver os leigos no assunto debater economia, a medida pode sim ser um pouco precipitada mas vem de estudos do executivo e Taques tem feito o seu serviço e obedecido as exigências da união.

  • Tulio Rodrigo
    18 Abr 2017 às 16:49

    Ces achama que tá fácil? olha os outros estados, como estão. não podemos deixar chegar nesse nível! parcelar salários em 7x.

  • Rafaela Martins
    18 Abr 2017 às 16:47

    gente MT deixou de receber cerca de 750 millhões em 2 anos, estamos em crise!!!! não perceberam ainda? é preciso que criemos uma medida para a economia voltar a crescer.

  • Wesley Costa
    18 Abr 2017 às 16:43

    é uma forma de alavancar a economia, diminuindo os gastos com a previdências.

  • Lucas Santos
    18 Abr 2017 às 15:19

    Isso aí Taques! E ainda vem servidor de MIMIMI dizer que você faz pouco caso deles.

  • Wiliane
    18 Abr 2017 às 14:44

    Nossa receita está cheia, se não mexermos agora, vai explodir. O caos está ai, mas pode piorar mesmo, se não fizer nada. Estou com Taques.

Sitevip Internet