Olhar Direto

Sexta-feira, 17 de novembro de 2017

Notícias / Cidades

Criança de 8 anos denuncia vigilante de condomínio em Cuiabá por tentativa de estupro

Da Redação - Érika Oliveira

08 Set 2017 - 15:44

Foto: Rogério Florentino Pereira / Olhar Direto

Criança de 8 anos denuncia vigilante de condomínio em Cuiabá por tentativa de estupro
Uma criança de oito anos de idade denunciou o vigilante de um condomínio, localizado no bairro Terra Nova, em Cuiabá, por abuso sexual. O relato da vítima foi confirmado por uma amiga, de idade semelhante, que avisou a mãe da criança que o homem havia feito cocegas e passado a mão nas partes intimas da menina.

Leia mais:
Mulher é atingida por golpes de facão durante tentativa de estupro em Cuiabá

De acordo com o boletim de ocorrências (b.o.), de nº 299872, as crianças brincavam na piscina do prédio, quando a vítima foi até o bebedouro e sofreu o abuso por parte do vigilante. Uma das amigas da menina teria visto o ocorrido e interfonado para a mãe da vítima, que acionou a Polícia.

Ao chegar no local, os policiais ouviram a criança, que confirmou a versão de sua mãe e apontou para o homem que teria lhe aliciado. Embora tenha negado a prática criminosa, o suspeito foi encaminhado para a Central de Flagrantes para o registro da ocorrência e demais providencias pertinentes ao caso.

Ao Olhar Direto, o tenente Brizola, do 3° Batalhão de Polícia Militar, afirmou que não houve flagrante do caso e, por isso, o suspeito foi liberado. “Era a versão da vítima contra a do suposto agressor. Então, não se pôde dar o flagrante”. Todavia, o B.O foi registrado como “estupro consumado”.

O caso deverá ser acompanhado pela Delegacia Especializada de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (DEDDICA).

2 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Vanderson
    09 Set 2017 às 22:01

    Eu acredito na criança , mas gente não coloque inocente na cadeia, vamos ouvir primeiro a história tem divergências, a polícia tem que investigar não se pode acusar assim, pode ter ciso uma brincadeira por parte do vigilante ou a criança interpretou mal. Eu sinceramente eu acho pouco improvável estupro.

  • Benícia
    08 Set 2017 às 18:32

    Uai! A palavra da outra criança nâo conta? Ah, se eu fosse pai dessa criança...

Sitevip Internet