Olhar Direto

Domingo, 19 de novembro de 2017

Notícias / Cidades

Concurso para delegado da Polícia Civil é suspenso por suspeita de fraude

Da Redação - Wesley Santiago/Patrícia Neves

08 Nov 2017 - 17:23

Foto: Rogério Florentino Pereira/OD

Concurso para delegado da Polícia Civil é suspenso por suspeita de fraude
O concurso para delegado da Polícia Civil foi suspenso por 60 dias, até a conclusão do inquérito policial presidido pela Gerência de Combate do Crime Organizado (GCCO) e o inquérito civil do Ministério Público Estadual (MPE), que apuram suspeita de violação dos lacres de envelopes contendo provas. O salário inicial é de mais de R$ 19 mil.

Leia mais:
Candidatos relatam fraude e pedem anulação em concurso para delegado; salário inicial de R$ 19 mil
 
De acordo com a Polícia Civil, a decisão foi tomada nesta quarta-feira (8), em reunião com a Comissão do Concurso, Polícia Judiciária Civil, Ministério Público, o Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção  e de Promoção de Eventos (Cebraspe), antigo Cespe, Organização Social de Brasília, empresa contratada para o certame.

Em nota, o Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção  e de Promoção de Eventos (Cebraspe), responsável por aplicar a prova, afirma "que todo envelope de prova é acondicionado em malotes, fechados com lacre de aço e cuja inviolabilidade foi atestada por candidatos presentes ao local de aplicação. A inviolabilidade do malote assegura a integridade dos envelopes de prova que estavam em seu interior".

Além disto, ressalta que "nenhum envelope de prova foi violado, o que garante a lisura de todo o processo. O Centro está colaborando com as investigações e com o Ministério Público, e aguarda o fim das apurações para que tudo seja esclarecido".

Conforme noticiado pelo Olhar Direto, candidatos pediram a anulação do concurso, alegando fraude na aplicação das provas. Uma das principais irregularidades denunciadas foi quanto ao vazamento de fotos da folha de respostas da prova. O concurso estava marcado para as 15h, no entanto, por volta das 14h diversas imagens do gabarito já circulavam em grupos de whatsapp. O uso de aparelhos eletrônicos no local das provas era proibido.

Em um dos locais onde a prova deveria ser aplicada, um delegado precisou entrar na sala para acalmar os ânimos dos candidatos que causaram tumulto após perceber que os pacotes haviam sido abertos. Ele alegou que o erro teria sido ocasionado pela gráfica responsável pela impressão das provas, mas que tal fato não implicaria no andamento do concurso.

No total, mais de 13 mil candidatos estavam inscritos no concurso, cujo salário inicial era de R$ 19.316,49 com jornada de trabalho de 40 horas semanais. 

Atualizada às 17h34 e às 17h36.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet