Olhar Direto

Quinta-feira, 19 de julho de 2018

Notícias / Política MT

Ibope aponta Taques na frente de Mendes e Jayme, mas atrás de Blairo; veja números

Da Redação - Lucas Bólico

14 Dez 2017 - 22:30

Foto: Gcom

Ibope aponta Taques na frente de Mendes e Jayme, mas atrás de Blairo; veja números
Pesquisa Ibope encomendada e divulgada pelo jornal Diário de Cuiabá revela liderança do governador Pedro Taques (PSDB) em hipotéticos cenários eleitorais contra o ex-senador Jayme Campos (DEM) e o ex-prefeito de Cuiabá Mauro Mendes (PSB). Taques só perde a dianteira da corrida eleitoral quando o ministro da Agricultura Blairo Maggi (PP) aparece entre os candidatos.
 
Na modalidade estimulada, Taques soma 22% das intenções de voto contra 18% de Jayme Campos (DEM). Em terceiro, o procurador Mauro (Psol) totaliza 11% e o conselheiro afastado Antônio Joaquim apenas 4%. Brancos e Nulos são 32% e 13% não souberam ou não quiseram responder. A pesquisa tem margem de erro de 3 pontos percentuais para mais ou para menos.
 
Contra Mauro Mendes, Taques totaliza 23% de intenção de votos. O ex-prefeito da capital tem 15%; o Procurador Mauro 13% e Antônio Joaquim 4%. Brancos e Nulos 32% e não responderam 12%. 
  
Taques perde a liderança na disputa quando enfrenta o ministro da Agricultura Blairo Maggi, que já descartou brigar pelo Palácio Paiaguás em 2018. Na estimulada, Maggi aparece com 18% de intenção de voto e Taques soma 11%, mesmo percentual de Jayme Campos. Mauro Mendes tem 10%, Wellington Fagundes (PR) 7%, procurador Mauro 4%, Lúdio Cabral (PT) 3% e Adilton Sachetti, Antônio Joaquim e Carlos Fávaro com apenas 1% cada. Brancos e Nulos 19% e não sabem ou não quiserem responder 13%. 

Quando enfrenta seu vice, Carlos Fávaro, Taques soma 26% das intenções de voto. Procurador Mauro, em segundo, tem 17%; Antônio Joaquim 5% e Fávaro 4%. Brancos e Nulos 35% e não souberam responder 13%. 

Outro cenário também apresentado pelo Ibope coloca Taques com 28% de preferência dos entrevistados, diante de 17% do procurador Mauro, 5% de Antônio Joaquim e 3% do deputado federal Adilton Sachetti. Brancos e Nulos 35% e não souberam ou não quiseram responder 12%. 

Segundo turno 
 
Nas simulações de segundo turno, Taques venceria Mendes com 33% a 28%. Brancos e Nulos 31% e 9% sem resposta. Contra Jayme Campos, Taques venceria com 30% contra 27%. Brancos e Nulos 35% e 9% não souberam responder. 

Taques venceria Fávaro com 40% a 11%. Brancos e Nulos alcançariam 38% e 11% não responderam. Em disputa com Antônio Joaquim, Taques somaria 39% a 15%. Brancos e Nulos 36% e 10% sem resposta. Contra o procurador Mauro, o governador se reelegeria com 34% a 23% do adversário. Brancos e Nulos chegam a 33%. Não souberam ou não quiseram responder 10%. 

Taques venceria Sachetti com 39% a 12%. Brancos e Nulos 39% e não quiseram responder 10%. Também derrotaria Wellington Fagundes, com 34% a 24%. Brancos e Nulos 32% e 9% não responderam.
 
Mudança
 
Para 60% dos entrevistados, o próximo governador precisa mudar totalmente a atual administração e 16% exige mudança com a manutenção de alguns programas da atual gestão. Já 11% prefere que o próximo gestor faça poucas mudanças e 8% gostaria que a futura administração desse continuidade no modelo atual de governar. 

A pesquisa Ibope ouviu 812 entrevistados em 30 cidades mato-grossenses entre os dias 2 a 8 de dezembro. A margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. 

Dos 812 entrevistados, 196 são da capital, 140 da região sudoeste, 154 norte e nordeste e 322 sudeste. 

A pesquisa foi realizada com eleitores que votaram nas últimas eleições (votantes) da área em estudo, com um modelo de amostragem de conglomerados em 3 estágios. No primeiro estágio os municípios são selecionados probabilisticamente através do método PPT (Probabilidade Proporcional ao Tamanho), tomando os eleitores que votaram nas últimas eleições (votantes) como base para tal seleção. 

No segundo estágio são selecionados os conglomerados: setores censitários, com PPT (Probabilidade Proporcional ao Tamanho) sistemático. A medida de tamanho é o número de votantes dos setores. 

Finalmente, no terceiro estágio é selecionado em cada conglomerado um número fixo de votantes. 

Foram entrevistados homens e mulheres em diversos grupos de idade entre 16 e 17 anos, 18 e 24, 25 e 34, 35 e 44, 45 e 54, 55 e 64, e 65 anos para cima.  A formação dos entrevistados varia entre até 4ª série do ensino fundamental, 5ª a 8ª série, ensino médio e superior. 

Foram utilizados como fontes de dados para elaboração da amostragem o Censo 2010, da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (PNAD-IBGE) de 2015 e dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de 2016 e estudos internos. 
 
As informações são do jornal Diário de Cuiabá, responsevel por encomendar a pesquisa.

24 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Patifaria
    16 Dez 2017 às 08:27

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Jose paulo
    15 Dez 2017 às 15:12

    é Pedro taxi você tem que se ajuntar com o Emanoel pinheiro q voceis não ganha nem pra presidente de bairro

  • Zé do Povo
    15 Dez 2017 às 13:42

    Gestão caótica, logo implica, pesquisa manipulada, abandono do rigor científico.

  • Contribuinte
    15 Dez 2017 às 11:54

    É muito cedo para pesquisas! E com essas opções ai, voto nulo com certeza!

  • Junior
    15 Dez 2017 às 10:03

    Existe vida fora do setor público.

  • O Justiceiro
    15 Dez 2017 às 09:44

    Isso e só o inicio a Governabilidade começara pela probidade QUEM NAO ROUBA E NAO DEIXA NINGUÉM ROUBAR O VOTO DA NOSSA FAMÍLIA SERÁ POR ESSE CRITÉRIO ATÉ AQUI NA MINHA OPINIÃO O I B O P E MOSTRA ATÉ AQUI A REALIDADE OS ESTADOS BRASILEIROS ESTÃO FALIDOS SÓ LIGAR A TV SÓ BOBO XERA XERA NAO SABE.

  • Gilmar
    15 Dez 2017 às 09:38

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • ANA
    15 Dez 2017 às 09:30

    ME DESCULPEM!!!! MAS EU DUVIDO QUE ISSO SEJA REAL EM 100%%%%%%%%%%%%%.......

  • Ex-eleitor do Taques
    15 Dez 2017 às 09:19

    Viajo o Estado de Mato Grosso a trabalho não acho ninguém que defenda a reeleição do Pedro Taques pelo contrario vejo as pessoas dizendo que foi o maior erro ter votado neste Governador fraco, incompetente e arrogante.....Taques com certeza absoluta lidera todas as pesquisas em rejeição....

  • Critico
    15 Dez 2017 às 09:17

    Só pode ser pesquisa comprada. Taques dificilmente vence pra presidente de bairro. Kkkkk

Sitevip Internet