Olhar Direto

Quinta-feira, 18 de outubro de 2018

Notícias / Ciência & Saúde

Jovem denuncia ter sofrido racismo por parte de policiais dentro de shopping

Da Redação - Vinicius Mendes

24 Abr 2018 - 14:34

Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto

Jovem denuncia ter sofrido racismo por parte de policiais dentro de shopping
Um jovem estudante de 24 anos procurou a delegacia para denunciar ter sofrido racismo por parte de policiais militares que suspeitaram que ele teria envolvimento em um suposto assalto a uma casa de câmbio, no Shopping Pantanal na semana passada. No boletim de ocorrências ele conta que foi humilhado e agredido pelos policiais, que depois de não encontrarem nenhuma prova o liberaram. Ele já procurou advogados e pretende entrar com uma ação na Justiça.

Leia mais:
Tradutor de inglês é xingado de urubu e irmã faz postagem buscando discutir racismo
 
No boletim de ocorrências o jovem conta que, por volta das 14h do último dia 19, estava dentro de uma livraria no Shopping Pantanal, imprimindo currículos, quando foi abordado por dois policiais militares, que disseram que havia denúncias de que ele teria envolvimento em um assalto a uma casa de câmbio.

O jovem negou as acusações, mas disse que mesmo assim foi retirado da loja com tapas e pontapés, e foi levado a uma sala da segurança do shopping. Segundo o estudante, durante o tempo que permaneceu na sala ele foi agredido e xingado de “vagabundo, safado, ladrão”.

Ele ainda contou que após ser revistado os policiais não encontraram nenhuma prova com ele e também nenhum mandado em seu nome. O jovem disse que foi liberado sob ameaças e ofensas. Ele acredita que foi tratado desta forma por causa da cor de sua pele.

As câmeras de segurança do shopping registraram a abordagem da PM. O jovem já procurou advogados e deve entrar com uma ação na Justiça.

A Polícia Militar se manifestou por meio de nota, confirmando que os policiais apuravam uma denúncia de tentativa de roubo e que chegaram a revistar um jovem no shopping. No entanto, a PM afirma que desconhece que tenha havido violência física neste episódio.

O Shopping Pantanal também enviou uma nota esclarecendo que não teve envolvimento neste caso, mas que segue à disposição das autoridades para que o episódio seja esclarecido.

Leia a nota da Polícia Militar na íntegra:
 
NOTA/PMMT

A Polícia Militar informa que no dia 19 deste mês(quinta-feira) atendeu um chamado no Shopping Pantanal, onde estaria ocorrendo uma tentativa de roubo, porém não prendeu ou conduziu qualquer suspeito à delegacia.

Entretanto, confirma que abordou e revistou um homem e o liberou em seguida, nas próprias instalações do shopping. Os policiais que estiveram lá não registraram Boletim de Ocorrência(BO) por entender que não havia indício de crime, tampouco de prática criminosa.  

Informa ainda que o comando do 3º Batalhão de Polícia Militar, unidade responsável pelo policiamento e atendimento de ocorrências na região do shopping, desconhece que tenha havido violência física nesse episódio, porém destaca que em toda ação policial o cidadão que se considerar prejudicado em seus direitos deve recorrer à Corregedoria da PMMT ou ao próprio Batalhão para oficializar denúncia e solicitar apuração.

A Corregedoria Geral da PMMT está sediada na Rua das Torres, 20, bairro Morada da Serra(CPAI). O 3º Batalhão fica na rua P esquina com Rua 15, na 1ª Etapa do Bairro CPA IV.


Leia a nota do Shopping Pantanal na íntegra:
 
NOTA À REDACAO
 
O Pantanal Shopping esclarece que tomou conhecimento da abordagem dentro do seu estabelecimento na última quinta-feira (19/04) e reforça que toda a ação foi conduzida pela Polícia Militar. O shopping reforça ainda que repudia todo e qualquer ato de violência e discriminação que possa ser considerado discriminatório e reitera que segue à disposição das autoridades prestando todo o suporte necessário para esclarecer o caso.

10 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Marcio Pereira
    25 Abr 2018 às 10:52

    Infelizmente a PM só aborda Negros.

  • freud
    25 Abr 2018 às 08:53

    Gente, olha o nível de resposta desse tal de antonio..Meu Deus...não abordo negros...quando percebo que se trata de negros..Meu Deus!..Esse é o nível do nossos policiais...preconceito enraizado...A PM deveria ser desmilitarizada...Meus Deus! Vamos estudar história antes de dizer que se trata de vitimismo...estudar história, gente...ler sobre o assunto...

  • Raquel
    25 Abr 2018 às 08:17

    Sou parente daquele rapaz deficiente auditivo e mental que não ouviu a ordem emanada pela autoridade policial para levantar as mãos para a revista, e em virtude disto recebeu um tiro letal no peito e faleceu instantaneamente no local, detalhes: 1) ele é de pele escura 2) era morador de um bairro de periferia 3) é de família extremamente modesta (pobre). Para minha surpresa: Até hoje os responsáveis não foram punidos e pelo visto não serão punidos e continuam nas ruas. O que me surpreendeu mais ainda é o corporativismo de muitos policiais que mesmo o policial ser um despreparado, estar ERRADO! ainda recebeu apoio de todos os policiais que comentaram a matéria. Eu imagino como será no futuro, pelo visto a sociedade também apoiará a matança por parte dos policiais, jamais eles poderiam usurpar a competência da justiça, ou de outras forças de segurança, as nossas leis é que são fraquíssimas, mesmo o bandido deve severamente punido, com leis mais rigorosas, não importa se este bandido usa farda ou não. Confira no link: http://www.olhardireto.com.br/noticias/exibir.asp?noticia=Pai_de_deficiente_morto_pela_PM_quer_que_a_Justica_seja_feita_veja_Fotos&id=354340

  • Reginaldo
    25 Abr 2018 às 06:52

    Ordem policial é pra ser OBEDECIDA! Ontem mesmo fui abordado, porém todo meu comportamento de respeito pela instituição e pelo servidor que está fazendo seu trabalho NUNCA me causou mal estar. Povinho metido a besta, acha que fazem parte de um filme para “exigir” que a PM faça isso ou faça aquilo, acorda povo. A tal da “Jana” dizendo que ia fazer os PM procedem com abordagem ali mesmo... não é vc que escolhe o procedimento nem o local minha filha! Povinho lerdo e fantasioso.

  • Batmanligadajustica
    24 Abr 2018 às 18:07

    Tá muito estranho essa conversa fiada espero que a corregedoria apure isso e se realmente os policiais agiram assim que sejam punidos mais caso não tenha fundamento a denúncia os policiais devem processa lo e solicitar reparação de danos

  • rui passos
    24 Abr 2018 às 17:43

    não esta escrito na testa de ninguem que a pessoa é inocente.

  • Antônio
    24 Abr 2018 às 17:04

    Sou PM e há muito tempo não abordo negros. Quando para um veículo e percebo que se trata de um negro na direção líbero imediatamente. É muito vitimismo mimimi... na abordagem a um negro o policial está passivo de responder.

  • Jana
    24 Abr 2018 às 16:50

    Coisa feia soldados. Se fosse eu falAva pra.me revistar ali mesmo nada de levar pra lugar escondido e se me der Voz de prisão eu também lhe dou em nome da Lei.

  • Juca
    24 Abr 2018 às 16:02

    Sou branco, vermelho. Se eu for suspeita e um policial negro me abordar, posso fazer BO por racismo também? Ou racismo só vale para quem é negro e for abordado por policiais brancos?

  • Maria Rita
    24 Abr 2018 às 15:20

    Este jovem além de fazer o BO DEVE ACIONAR A CORREGEDORIA DA POLÍCIA MILITAR E TBEM ENTRAR COM UMA AÇÃO CONTRA O SHOPIING PANTANAL POR DANOS MORAIS E RACISMO. SE ELE FOI PRESO DENTRI DO SHOPPING E PIRQUE O CHOPING OU SEGURANÇA DO SHOPING APONTOU ONDE SE ENCONTRAVA O "SUSPEITO". É O DESPREPARO DA POLÍCIA NO TRATO COM O CIDADÃO.