Olhar Direto

Quarta-feira, 12 de dezembro de 2018

Notícias / Cidades

Acusado de se passar por policial comprou uniforme na internet e usava fotos para conquistar mulheres

Da Redação - Patrícia Neves

09 Ago 2018 - 15:20

Foto: Reprodução

Acusado de se passar por policial comprou uniforme na internet e usava fotos para conquistar mulheres
Airton Alex Nunes, acusado de se passar por policial civil nas redes sociais, prestou depoimento ao delegado Diego Martimiano, da Delegacia de Roubos e Furtos (Derf). Durante seu interrogatório, o homem confirmou que comprou tudo pela internet e que utilizava o uniforme para tirar fotos dentro de casa e enviar para mulheres. Por fim, negou que tenha intimidado ou extorquido alguém e alega que teme pela própria vida.

Leia mais:
Delegado apreende falso uniforme da Derf em casa de homem que se passava por policial civil
 
No início do seu depoimento, Airton revela que comprou tudo pela internet, através do Mercado Livre. Na ocasião, não foi exigido dele nenhum documento que comprovasse o vínculo com a Polícia Civil. “Só fiz o pedido e paguei via boleto”. O distintivo que ele carregava também foi adquirido da mesma forma.
 
O rapaz ainda conta que desde o início do ano se matriculou em um cursinho e por isso efetuou a compra dos uniformes. Porém, explica que só o utiliza dentro da sua casa. Ele tirava as fotos para encaminhar para mulheres – possíveis pretendentes – e jura não ter saído às ruas caracterizado.
 
Sobre as supostas armas de fogo que apareciam nas fotos, o rapaz explicou que a espingarda seria de pressão e que a pistola seria de um amigo policial militar, que ele não iria falar o nome. Já o distintivo, Airton Alex afirma ter jogado fora.
 
Questionado pelo delegado sobre ter se passado por policial para intimidar e extorquir pessoas, o jovem nega e volta a afirmar que nunca saiu uniformizado de casa. Airton acrescenta que só comprou os itens porque sonha em entrar para a instituição, já que seu pai foi assassinado e o crime até hoje não foi solucionado.
 
Devido aos fatos ocorridos, o acusado afirma que teme pela sua vida e de seus familiares.
 
O caso
 
O delegado Diego Martimiano, da Delegacia de Roubos e Furtos (Derf), cumpriu na manhã do dia 03 de agosto uma ordem de busca e apreensão na casa de Airton Alex Nunes, que, em posse de uniformes e armamentos, se passava por policial civil nas redes sociais. O suspeito, no entanto, não estava na residência.
 
A Derf também apura se Airton estaria envolvido no caso do jovem que foi perseguido e baleado por um suposto grupo de policiais civis na avenida Fernando Corrêa durante a madrugada do mesmo dia. Ele possui passagens por ameaça, lesão corporal e dano.

8 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Faca na cavera
    10 Ago 2018 às 23:11

    Esse tipo de foro é privativa de alguns delegados seu mané....

  • Ângelo
    09 Ago 2018 às 21:56

    Já não basta aguentar a truculência da polícia real ainda temos que aguentar idiotas se passando por policiais ... paga pau de meganha ... lambe botas ...

  • Priscila
    09 Ago 2018 às 18:33

    Toma, seu jumento!

  • igor pereira
    09 Ago 2018 às 16:54

    Ou seja, quer virar policial pra matar os que mataram o pai. Uma pessoa que está com sede de vingança não pode de maneira alguma entrar para a corporação. Manda pro carumbé vestido de policial, que lá ele que vai ser a mulher que ele tanto queria.

  • carlos
    09 Ago 2018 às 16:52

    hahaha trouxa de roupa

  • Liz
    09 Ago 2018 às 16:48

    Seguinte, quem REALMENTE é Policial, tem postura, comportamento diferente dos demais homens. Mesmo quando estão de folga do trabalho. São detalhes que os diferencia. Coisa de alma, sabe... Digo por experiência própria. Meu ex amor é do GOE de São Paulo, vivi os melhores ano de minha vida ao seu lado, e digo mais, uma vez que se encanta por policiais, sempre nós mulheres teremos um olhar especial por esses profissionais.

  • Alencar
    09 Ago 2018 às 16:10

    Manda para o Carumbé. Vá ser policial lá dentro do Xadrez. Mentiroso

  • Areal
    09 Ago 2018 às 15:55

    Mentiroso , pesa sobre ele gravíssimas acusações ...quem o conhece sabe que ele tocava o terro no bairro ...era o machão que não podia ninguém olhar atravessado ...pipocou de denuncias desde invasão a domicilio como de realizar falsa blitz...a policia tem se quiser como apurar todas essas acusações...não passa de um bandido que se disfarçava de policial civil ....

Sitevip Internet