Olhar Direto

Sábado, 20 de outubro de 2018

Notícias / Cidades

Polícia Ambiental resgata Arara, aprende arma e madeira durante operação

Da Redação - Thais Fávaro

02 Set 2018 - 08:15

Foto: Assessoria

Polícia Ambiental resgata Arara, aprende arma e madeira  durante operação
O Batalhão Polícia Militar de Proteção Ambiental (BPMPA) resgatou animais silvestres, apreendeu pescado e utensílios de pesca ilegal durante operação realizada na última semana.

Leia mais
Dema deflagra nova operação e cumpre dez mandados por esquemas na área ambiental

Desde o último domingo (26), o Batalhão Polícia Militar de Proteção Ambiental (BPMPA) deu início a uma intensa ação de patrulhamento terrestre e fluvial, atendendo denuncias. Segundo a PM, as ações aconteceram em nove bairros da região metropolitana.

Durante as atividades dois animais silvestres foram resgatados, um Tamanduá Bandeira encontrado no quintal de um estabelecimento comercial em Várzea Grande e uma Lontra filhote em uma residência no bairro Jardim Umuarama.

Além dos animais, 59.3431 metros cúbico de madeira foram apreendidos em um carregamento irregular, um revólver calibre 38 com 6 munições intactas, rede de pesca e pescados da espécie.

Segundo a assessoria da PM,  o patrulhamento terrestre foi realizado no Valo Verde, Passagem da Conceição, Pai André, Bonsucesso, estrada da Guia e Baia de Chacororé. Já o bloqueio policial foi no trevo da cidade de Nossa Senhora de Livramento.  Durante o trabalho 10 kg de pescado foram inspecionados pelos policiais militares ambientais, 30 veículos vistoriados, 40 pessoas abordadas e orientadas.

No decorrer da ação, o BPMPA também foi acionado pelo Ciosp para resgatar um Urubu, que teria caído de um prédio, no bairro Duque de Caxias, nas proximidades do Parque Mãe Bonifácia, em Cuiabá.  Ele foi levado para o Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas) do Batalhão Ambiental para as providências.

Do mesmo modo, via Ciosp, chegou a solicitação para o resgate da Arara, localizada no Nova Esperança I, em Cuiabá um morador encontrou a Arara com uma das asas machucadas e acionou os cuidados do Batalhão Ambiental. A ave foi encaminhada para o Hospital Veterinário da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT).

Já o Jabuti teria aparecido no quintal de uma residência no Residencial José Carlos Guimarães, em Várzea Grande e a pessoa que o encontrou fez a entrega voluntária no BPMPA. O animal foi para o Cetas para receber os devidos cuidados.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet