Olhar Direto

Quinta-feira, 13 de dezembro de 2018

Notícias / Política MT

Correligionário de Ciro, Pivetta assume voto em Bolsonaro e diz que será vice ‘comportado’

Da Redação - Isabela Mercuri

09 Out 2018 - 14:30

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Pivetta ao lado de Victório Galli, presidente do PSL em MT

Pivetta ao lado de Victório Galli, presidente do PSL em MT

O vice-governador eleito Otaviano Pivetta (PDT) assumiu, no último domingo (7), que votou em Jair Bolsonaro (PSL) para a Presidência da República, e não em seu correligionário Ciro Gomes. Sobre o mandato que começa em 2019, ele afirmou que será um vice ‘comportado’, e que quem vai tomar as decisões será o futuro governador Mauro Mendes (DEM).

Leia também:
Mauro afirma que começa a trabalhar amanhã: “Saúde vai merecer atenção especial"

Pivetta disse que, apesar de ser do mesmo partido de Ciro, votou para que o PT não ganhasse as eleições. “Eu tive que ser pragmático, porque eu não quero mais PT, eu não acredito que o PT tenha a solução para o Brasil, porque ganhou em 2002, ganhou em 2006, em 2010, 2014 e estamos em 2018, vem dizer que tem solução pro país? Não da pra acreditar, tem que mudar. O meu candidato infelizmente não teve projeção, não saiu do patamar de 10, 12%. Eu e minha cidade quase toda votamos no Bolsonaro, porque é algo que pode surpreender positivamente o Brasil. Só nos restou essa opção, e daqui pra frente eu vou continuar acreditando e confiando”, disse.

“Sabemos que não é fácil, que podemos até ter uma surpresa ruim, mas nós temos que arriscar, não podemos mais manter esse faz de conta, essa mesmice, o Brasil tem muito potencial, muita força pra crescer, tem muito estado com muito potencial, muita riqueza pra distribuir pro nosso povo e da maneira como está não está indo bem, nós precisamos mudar”, completou.

O vice negou que já esteja com algum cargo na ponta da agulha, e também não disse se vai comandar a transição de governo. “O governador é o Mauro, eu estou à disposição pra ajudar em todas as tarefas que eu for solicitado”, afirmou. “Tudo que é cargo, daqui pra frente será definido pelo governador que é o Mauro, eu serei um vice comportado”.

Ele, que foi aliado de Pedro Taques e coordenador geral da campanha vitoriosa em 2014, parabenizou o atual governador pela participação nas eleições, mas afirmou que o Estado está pior agora do que estava em 2014.

“Eu não tenho dúvida, ele é um homem culto, ele já teve a honra de ser senador, governador... Vida é assim, a gente perde e ganha, parabenizo ele por ter disputado e ter perdido a eleição, o importante é participar”, disse. “O balanço de 2017 mostra exatamente isso: dívidas vencidas e não pagas perto dos 3 bilhões de reais. A gente acredita que 2018 vai dar perto dos 4 bilhões de reais, então é 4 vezes pior do que quando ele assumiu (...) Eu não quero dizer que seja pior do que o outro deixou, mas ele pegou o estado bem melhor do que está hoje”, finalizou.

5 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • João
    09 Out 2018 às 21:05

    Eu ia votar no Mauro Mendes acreditando que ele fosse 23, quando digitei esse número, me veio na tela "voto nulo", confirmei, pois imaginei que ele fosse 25, não deu outra. Eu não voto no 15, no 25, e nem no 45. Nesses partidos existem as natas dos extratos de fossas (não são todos, no entanto, são mais que nos demais).

  • Justo
    09 Out 2018 às 18:53

    Nesse segundo turno estava pensando em votar no Bolsonaro, mais estou vendo que as tranqueiras está se alinhando com ele é isso vai atrapalhar sua vitoria, voto nulo.

  • ta certo
    09 Out 2018 às 16:54

    TÁ CERTINHO ELE, VOTEI NELE E VOTO DE NOVO, HEHE THANK YOU

  • Justo
    09 Out 2018 às 15:51

    vamos denunciar ao PDT nacional. Vamos cobrar a expulsão

  • Claudio
    09 Out 2018 às 15:36

    A minha primeira decepção pós eleição

Sitevip Internet