Olhar Direto

Quarta-feira, 12 de dezembro de 2018

Notícias / Cidades

Veja alvos de operação que apura venda de CNHs no Detran; servidores e empresários na lista

Da Redação - Wesley Santiago

05 Dez 2018 - 16:36

Foto: Reprodução

Veja alvos de operação que apura venda de CNHs no Detran; servidores e empresários na lista
A Polícia Judiciária Civil (PJC) divulgou o nome e as fotos dos principais alvos da ‘Operação Mão Única’, deflagrada nesta quarta-feira (05), pela Delegacia Especializada de Crimes Fazendários e Contra a Administração Pública (Defaz), com o objetivo de desarticular um esquema de compra e venda de Carteira Nacional de Habilitação (CNH) operado de dentro do Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Detran-MT).

Leia mais:
Candidatos pagavam até R$ 4 mil para comprar CNH sem fazer testes; pelo menos 30 beneficiados

Entre os presos estão 20 servidores do Detran/MT, além de 15 colaboradores,  que são instrutores e donos de autoescolas, que tinham atuação conjunta de membros do órgão, formando um “verdadeiro balcão de negócios” para o comércio de CNHs. Todos serão indiciados em crimes de corrupção ativa e passiva, inserção de dados falsos no sistema Detrannet e organização criminosa.
 
A operação “Mão Dupla” (alusiva aos dois sentidos de uma via),  iniciada nas primeiras horas desta quarta-feira,  mobilizou 180 policiais civis (delegados, investigadores e escrivães) para o cumprimento de 60 ordens judiciais, sendo 25 mandados de prisão preventiva e 35 buscas e apreensões nas cidades de Cuiabá (13 presos), Várzea Grande (4 presos), São Félix do Araguaia (3 presos), Chapada dos Guimarães (1 preso), Campo Verde (2 buscas), Tangará da Serra (1 preso), Juína (1 preso) e Rondonópolis (2 presos). Os mandados foram expedidos pela 7ª Vara Criminal de Cuiabá.
 
Na operação vasta documentação foi apreendida nos endereços das pessoas investigadas e ainda três veículos (Hilux, S10 e Sandeiro), supostamente comprados com dinheiro ilícito da venda de CNH's. Todos os mandados foram cumpridos na casa dos investigados. A sede do Detran não foi alvo.
 
O coordenador da operação, delegado Sylvio do Vale Ferreira Junior, informou que após a veiculação da operação pessoas que adquiriram CNH de forma ilícita já procuraram a Polícia Civil de forma voluntariamente: “A Delegacia orienta as pessoas que adquiriram carteira de habilitação de maneira criminosa e, que voluntariamente contribua com informações na investigação, procurem a Polícia Civil, pois nesses não poderão ser presas em flagrante", disse.
 
As investigações do inquérito policial 210/2017 iniciaram com informações repassadas pela Coordenadoria de Fiscalização de Credenciados do  Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT), e denúncias que chegaram à Especializada, sobre a venda ilícita de Carteira Nacional de Habilitação (CNH).
 
A organização criminosa operava no agenciamento de candidatos que não detém capacidade técnica, para serem aprovados nos exames práticos e teóricos de direção veicular. Eles eram cooptados a fazer o pagamento da CNH, sem necessidade de realizar os testes, apenas assinavam as listas de presença e os laudos de provas. Após iam embora sem realizá-los.

Confira a lista dos alvos da ‘Operação Mão Única’:
 
Marcos Vinícius L. da Rocha (Examinador)
Aguinailda Mota Oliveira (Examinadora)
Leopoldo Rafael D. Alves (Examinador)
Silvio José B. de Almeida (Examinador)
Ana Lucia da C. Meira (Examinadora)
Ataide Dias de Moura (Examinador)
Joanil Fernandes de Melo (Examinador)
Hugo Cesar Ramos Paternez (Examinador)
Admil Silva de Moraes (Examinador)
Benedito Odenir Silva (Examinador)
Jackson Silva Campos (Examinador)
Juliano Marçal Rosa (Examinador)
Wellington Douglas da Silva (Examinador)
Bruno Alexandre G. da Cunha (Examinador)
Marinalda Benedita C. Pereira (Servidora)
Alesson Machado (Examinador)
Ronaldo P. Antunes (Examinador)
Junio de Souza Lopes (Instrutor CFC Estrela – São Felix do Araguaia)
Luciana Aparecida Zuliano (Proprietária do CFC Estrela – São Felix do Araguaia)
Antonio Dias Botelho (Ex-instrutor da CFC Total)
Paulo Figueiredo da S. Junior (Instrutor)
Reginaldo da Cunha Moura (Instrutor do CFC Supremais – Várzea Grande)
Alfrides Lopes da Silva (Instrutor do CFC Cometa – Cuiabá)
Jorge Aparecido dos Santos (Instrutor do CFC Cometa – Cuiabá)
Jucelina Rosa F. de Lima (Instrutor do CFC Interlagos – Várzea Grande)
Paulo Cezar Batista da Silva (Instrutor do CFC Interlagos – Várzea Grande)
Valter Luiz Moura da Silva (Proprietário do CFC Logos – Campo Verde)
Viviane Barros Pietro Moura da Silva (Esposa do proprietário do CFC Logos – Campo Verde)
Reginaldo Pereira dos Anjos (Proprietário do CFC Sinal Verde – Rondonópolis)
Romanties Marques Gomes (Diretor Geral e Instrutor da CFC Estrela – São Felix do Araguaia)
Maria Zilda Eva da Cruz França (Diretor Geral e Instrutor do CFC Saturno – Juína)
Fernando Alves de Rezende (Instrutor do CFC Sinal Verde – Rondonópolis)





14 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Joana
    09 Dez 2018 às 09:06

    Muito me impressiona é o Hugo Cezar que foi preso, na campanha política a favor do Bolsonaro pra acabar a corrupção do PT no país e olha só o motivo da prisão... O mundo é dos hipócritas mesmo!

  • Mariane
    06 Dez 2018 às 16:13

    Quando você vê um servidor público que ganha menos de 3mil tirar uma Hilux no dinheiro vivo e comprar uma casa top e tirando seu sustento somente do seu salário, desconfie. Infelizmente isso é lamentável mas justiça seja feita e todos paguem. Parabéns a polícia fazendária por esse excelente trabalho.

  • Sassá Mutema
    06 Dez 2018 às 12:36

    Juca, há servidores desonestos em todos os Poderes, em todas as esferas de Governo! Por que atirar a pedra apenas nos servidores do DETRAN MT? Conheço muitos servidores honestos, que prestam um excelente trabalho no DETRAN MT, quer seja na área fim, como na área meio! E quanto à RGA, há lei garantindo este direito a todos servidores de MT! Vai estudar, se informar, para melhorar a qualidade dos seus comentários!

  • GABRIEL
    06 Dez 2018 às 08:47

    Juca quem voce acha que denunciou?

  • JJ
    06 Dez 2018 às 08:23

    Funcionário público só sabe reclamar de salário trabalhar que é bom nada, alem disso muito se envolvem facilmente em corrupção e aumenta seus patrimônios de uma hora pra outra, é só chegar na declaração de bens.

  • Servidor
    06 Dez 2018 às 06:00

    Sr. JUCA: NÃO se pode generalizar! Infelizmente, houve esse problema com esses servidores. Eles são a minoria. Não chegam a representar nem 10 % da classe de servidores. A maioria é honesta! Então, por favor, não ofenda!

  • Alessandro
    05 Dez 2018 às 21:27

    Juca, a investigação inicial foi feita pela corregedoria, ou seja, servidores não corruptos denunciando os corruptos. Agora minha dúvida é: O que tem RGA a ver com isso???? Não é pela suspeita de 20 em um universo de 100.000 que vc vai justificar a ausência de RGA. UMA COISA NÃO TEM NADA A VER COM A OUTRA!!!!

  • Edson
    05 Dez 2018 às 20:52

    Acho que pra denunciar tem que saber e ter provas. E acredite, a denuncia foi de dentro.

  • Nilmar
    05 Dez 2018 às 20:45

    Bagre pequeno k d os tubarões do Detran mauro savi & cia

  • Moacir
    05 Dez 2018 às 20:08

    Eu acho Juca, que vc é um imbecil ignorante. RGA tem alguma coisa a ver com isso? Vc como cidadão deveria estar cobrando punição e demissão para servidor criminoso.

Sitevip Internet