Olhar Direto

Quarta-feira, 20 de março de 2019

Notícias / Cidades

Sobrevivente de atropelamento na Isaac Póvoas deixa UTI e deverá passar por nova cirurgia

Da Redação - Fabiana Mendes

10 Jan 2019 - 15:18

Foto: Rogério Florentino Pereira/OD

Sobrevivente de atropelamento na Isaac Póvoas deixa UTI e deverá passar por nova cirurgia
A estudante de direito Hya Girotto, única sobrevivente do atropelamento em frente à boate Valley no dia 23 de dezembro, na Avenida Isaac Póvoas, em Cuiabá, deixou a Unidade de Terapia Intensiva (UTI), nesta quarta-feira (09). Segundo o irmão, Leandro Girotto, ela deverá ser submetida a um novo procedimento. Ela está internada no Hospital Geral, para onde foi transferida depois de passar pelo Pronto--Socorro Municipal de Cuiabá (PSMC).

Leia mais:
Sobrevivente de atropelamento na Valley passa por nova cirurgia; continua na UTI

Ao Olhar Direto, Leandro disse que Hya deverá ser submetida a uma Angiotomografia, exame de diagnóstico rápido que permite a perfeita visualização de placas de gordura ou cálcio no interior das veias e artérias do corpo. O procedimento pode ser feito entre sexta e segunda-feira.
 
Leandro disse que ela já está se alimentando bem e sem a sonda. Hya também já conseguiu dar alguns passos com ajuda de uma fisioterapeuta. Depois que acordou do coma, a estudante não se lembrou do acidente, mas foi informada pela família. No entanto, ainda não sabe da morte dos amigos, Myllena de Lacerda Inocêncio, de 22 anos e Ramon Alcides Viveiros.

Entenda o caso
 
Rafaela Screnci da Costa Ribeiro, 33, atropelou três pessoas às 5h50 da manhã do último dia 23, na Avenida Isaac Póvoas, a poucos metros da faixa de pedestre, em frente à Valley Pub. Ela passou por audiência de custódia na última segunda-feira (24), pagou R$ 9,5 mil de fiança e foi liberada.
 
Professora substituta da Universidade Federal de Mato Grosso, Rafaela dirigia uma caminhonete Renault Oroch. O atropelamento aconteceu no momento em que o público deixava a casa noturna. De acordo com testemunhas do acidente, o veículo estava em alta velocidade quando colidiu com o trio. Além de bater nas três vítimas, o carro conduzido por Rafaela ainda se chocou com um Gol.
 
O carro só foi parar após o semáforo. Imagens registradas por testemunhas e pela Polícia Civil revelam o estado em que ficou o carro após a colisão. A estudante Myllena de Lacerda Inocencio, de 22 anos morreu no local, Ramon Alcides Viveiros foi resgatado com vida, mas não resistiu e faleceu cinco dias depois.
 
 
 

1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • JORGE LUIZ
    10 Jan 2019 às 15:59

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

Sitevip Internet