Olhar Direto

Terça-feira, 20 de outubro de 2020

Opinião

É preciso fortalecer o interior

Autor: Edson da Silva Giripoca

27 Dez 2019 - 08:00

Parece clichê dizer que precisamos atrair indústrias para gerar emprego e promover o crescimento, mas quando o ente beneficiado é o interior até o clichê passa ser escasso. Todo esforço no fortalecimento das capitais é ignorar que nos municípios de pequeno e médio porte que vive a maioria dos cidadãos.

Impulsionar o interior é uma estratégia até mesmo pensando nas capitais, evita o êxodo pelos mais variados motivos, dentre eles: a incessante busca por emprego e melhores condições de saúde.

O fomento ao empreendedorismo criando incubadoras de empresas e espaços de coworking públicos, com amplo suporte de conhecimento, também ajuda na mudança de histórias e no aumento da empregabilidade, principalmente em cidades mais distantes das badaladas regiões metropolitanas.

O fato é, o interior é um ambiente propício para receber grandes empresas/indústrias dos mais variados segmentos, possui mão de obra, boa logística, tranquilidade e ajuda o Estado a prosperar.

As cidades estão encolhendo pela falta de industrialização e outros incentivos, dentre eles a descentralização dos serviços de saúde. O chamado "turismo hospitalar" seria facilmente resolvido com mais aparelhamento dos municípios, na criação de polos de fato que desafogariam os grandes centros.

Diamantino é uma cidade histórica, hospitaleira, numa localização geográfica privilegiada e não muito distante de Cuiabá. Um ótimo exemplo do quanto a industrialização seria benéfica para todo o Estado, resolveria o problema local e regional do Médio Norte, bem como, o real investimento em saúde. Dentre tantas possibilidades necessárias cito a criação de um Centro de Nefrologia, para que os pacientes não precisassem se deslocar três vezes por semana  até Cuiabá para fazer hemodiálise.

Pensar num Estado cada vez mais plural em que precisa ser robusto num todo é a melhor forma de resolver seus problemas e muitas vezes não deixá-los nem mesmo existir.

O investimento caolho somente na capital e em grandes cidades é promover o inchaço migratório numa romaria em busca de trabalho, qualificação profissional e serviços especializados de saúde.

Não investir no interior é não resolver o que de fato precisa! As pessoas moram nos municípios e são neles que devem estar todo suporte para o cidadão e toda energia do Estado.


Edson da Silva Giripoca, vereador e presidente da Câmara Municipal de Diamantino
Sitevip Internet