Olhar Direto

Quinta-feira, 16 de julho de 2020

Opinião

Arte mea capta est: arte tenenda mea est

Autor: Juliano Rafael Teixeira Enamoto

23 Jun 2020 - 08:00

Com minha arte a cativei, com minha arte devo mantê-la, esta frase título do texto que escrevo é uma homenagem ao aniversário de minha esposa Keila Possmoser, cujo júbilo de seus 29(vinte e nove anos) merece ser destacado, não apenas como esposa, mas como amiga e confidente que é e sempre foi!

Nestes estranhos tempos de pandemia e distanciamento social, nós estamos vivenciando uma nova forma de lidarmos com os terrores e temores que esta nova realidade nos outorga. Quantos casais que já viviam em distanciamento social e ao contrário foram obrigados a conviverem em uma mesma casa com mais frequência, coabitando, mas não coexistindo como casal.Tenho o privilégio de reforçar os laços matrimoniais, de fé e sincera amizade com minha esposa amada e cúmplice dos meus sonhos, confidente dos meus medos.

Que a aurora desse novo dia possa trazer uma reflexão positiva de como tens vivido. Que seus sonhos continuem a ser trilhados e que novos desafios sejam alcançados e que a dureza dos dias atuais não a façam perder a ternura jamais.


Juliano Rafael Teixeira Enamoto é Católico, Advogado concursado na Câmara Municipal de Sapezal, formado em Direto pela Universidade Federal de Rondônia.
Sitevip Internet