Olhar Conceito

Quinta-feira, 23 de setembro de 2021

Notícias / Comportamento

praça alencastro

Sarau do Dia das Mulheres convida artistas, movimentos sociais e sociedade comum a falar sobre machismo

Da Redação - Isabela Mercuri

07 Mar 2016 - 13:44

Foto: Reprodução / Ilustração

Sarau do Dia das Mulheres convida artistas, movimentos sociais e sociedade comum a falar sobre machismo
Teatro, graffiti, dança, poesia, música: tudo feito por elas. Nesta terça-feira (8), Dia Internacional da Mulher, a Frente pela Vida das Mulheres organiza um sarau, que acontece na Praça Alencastro a partir das 17h, e convida artistas para mostrar o potencial artístico feminino da Grande Cuiabá. A ideia é comemorar o dia com manifestação. Para isso, o microfone estará aberto para aquelas que quiserem defender suas diferentes causas, seja qual for a pauta.

Leia mais:
'Ato pela vida das mulheres' luta contra projeto de lei que dificulta o aborto legal
Existencialismo e feminismo: Simone de Beauvoir completaria 106 anos nesta quarta

A Frente surgiu em 2015, no mês de novembro, quando organizou um protesto contra o Projeto de Lei 5069, de Eduardo Cunha, que dificultava o aborto legal. Depois deste ano, as mulheres continuaram se reunindo todos os sábados para discutir seus projetos. “A gente percebeu que conseguiu reunir pessoas de vários grupos, e que tínhamos força para discutir diversos assuntos, então resolvemos continuar”, conta Priscila Mendes, membro do coletivo.

O sarau do dia da mulher será o segundo evento organizado por elas: “Pensamos que precisávamos fazer alguma coisa, só não sabíamos se seria um ato, uma aula pública, algo assim. Decidimos por fazer desta forma porque conseguiríamos unir as manifestações artísticas para mostrar a riqueza das artistas da Grande Cuiabá e também porque, com o microfone aberto, as diversas vertentes da luta poderiam se manifestar”, explica.

Assim, além das cantoras, rappers, graffiteiras e artistas em geral já confirmadas, todas as mulheres terão a oportunidade de falar. Segundo Priscilla, a ideia é convidar as artistas, as líderes de movimentos sociais ligados à luta da mulher, e também as mulheres da sociedade em geral para falar como o machismo interfere em sua vida cotidiana: “A gente normalmente identifica machismo quando ele chega em seu nível mais grave, por exemplo, de violência física ou sexual. Mas o machismo está no dia a dia, na escolha da roupa, na cor do batom”.

Para provar, também, como o machismo e misoginia (ódio às mulheres) interfere na vida delas, serão lidos alguns trechos de depoimentos compartilhados durante a campanha ‘#MeuPrimeiroAssédio’, que tomou conta das redes sociais no final de outubro de 2015.

O sarau começa às 17h e acontece na Praça Alencastro para atrair o público que está por ali no horário de pico. O evento é aberto e a entrada é franca para todos. O microfone e as apresentações artísticas, no entanto, estão restritos às mulheres: “Os homens podem participar como ouvintes, fora do protagonismo. Entendemos que neste evento queremos dar voz apenas às mulheres”, finaliza Priscilla.

Serviço

Sarau do Dia das Mulheres
Local: Praça Alencastro
Horário: 17h
Entrada Franca
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet