Olhar Conceito

Sexta-feira, 27 de novembro de 2020

Notícias / Dra. Elaine Togoe Kunze - Dermatologista

Tecnologia na estética... será que é preciso?

Elaine Togoe Kunze

26 Out 2018 - 09:18

Foto: Reprodução

Tecnologia na estética... será que é preciso?
Todo mundo tem uma amiga ou um amigo que já fez um tratamento facial com alguma tecnologia, um laser por exemplo. E ficamos na dúvida se precisamos ou não já realizar um tratamento mais moderno.

Leia também:
Dermatologista comenta as dúvidas mais frequentes sobre o MDCodes

Existem diversos lasers para diversas finalidades, sendo que o ideal seria uma avaliação dermatológica para correta indicação. Mas vamos lá, quando nos olhamos no espelho devemos tentar entender o que nos incomoda na nossa aparência : a pele flácida? as ruguinhas finas marcadas na face? as manchas? Os poros abertos? A flacidez? Enfim, para cada situação é uma tecnologia diferente.

Quando a queixa é flacidez, essa pode ser na pele ou muscular, quando na pele é recomendado lasers fracionados, são lasers que agem formando lacunas na derme( segunda camada na pele) vários pontinhos de coagulação, isso é, pontinhos para cicatrizarem estimulando mais colágeno e devolvendo a firmeza da pele. Esse tipo de laser ameniza extraordinariamente as ruguinhas finas e os poros. Dentre esse tipo de lasers, estão: laser de Co2 e herbium, sendo nomes comerciais, Dualdeep, Solon, Fotona e outros.

Agora, quando a queixa está relacionada à manchas, depende do tipo da mancha para se obter um bom resultado. Um exemplo de mancha que não apresenta sucesso significativo aos tratamentos com laser ou luz é o melasma. Existe o laser Ndyag q-switch, cujo nomes comerciais são : Spectra, Electra ( solon)e outros que tratam melasma  e dependendo do grau do melasma apresenta sucesso ao tratamento. Já as manchas solares como as famosas “sardinhas “ nas mãos e na face apresentam ótimos resultados aos lasers citados e à luz chamada luz intensa pulsada.

Muitas mulheres apresentam flacidez na face devido à flacidez muscular associado à flacidez da pele, nesses casos, na maioria das vezes necessita associar um ultrassom, um ultrassom potente, chamado ultrassom microfocado, em que dessa vez os pontos de coágulos são na musculatura,unem-se ao cicatrizar realizando lifting facial. E, o melhor de tudo que também age na flacidez da pele. Os nomes comerciais principais são: Ultraformer, Ulthera e Solon.

Existem casos em que a paciente necessita tanto do efeito lifting, quanto a melhora da textura, dos poros da pele e das rugas profundas e superficiais, é onde entra o Total Lift Treatment, em que usamos todas essas ponteiras tratando todas as camadas da pele, desde à musculatura, passando pela derme e por último a epiderme (camada superficial da pele) resultado em uma pele lisa, firme e sem rugas ou marcas profundas.

Já faça sua avaliação, veja o que realmente te incomoda, se é a textura da pele, a coloração irregular como manchas, poros ou flacidez, e assim, já podemos ter exatamente as camadas que devem ser tratadas. Converse com o profissional dermatologista e decidam juntos o melhor tratamento. Uma pele saudável é sempre uma pele tratada com acompanhamentos dermatológicos. 

*Dra. Elaine é dermatologista membro da Sociedade Brasileira e da Sociedade Americana de Dermatologia. Formada pela Universidade de Cuiabá e com Especialização no Hospital da Gamboa (RJ). Ela escreve para o Olhar Conceito às terças. Telefone para contato: (65) 9990-6706.

Redes Sociais

Sitevip Internet