Olhar Conceito

Terça-feira, 17 de maio de 2022

Notícias | Gastronomia

O Favoritto

Inspirados em modelo de Amsterdã, amigos montam delivery de comida de boteco com lanches à parmegiana

Foto: Reprodução

Inspirados em modelo de Amsterdã, amigos montam delivery de comida de boteco com lanches à parmegiana
Uma viagem para Amsterdã, na Holanda, mudou a vida de Kleber Cardoso de Jesus, Peterson da Costa Teixeira e Pedro José de Almeida Neto. Ao ter contato com uma estabelecimento especializado em crocretes, enxergaram a possibilidade de montar um negócio similar na capital mato-grossense, mas com um toque cuiabano por meio de sabores regionais. Por conta da pandemia, O Favoritto nasceu apenas como delivery.

Leia também:
Rodado na década de 70, filme policial com cenas raras de Cuiabá antiga foi tentativa de divulgar Mato Grosso

Formado em administração, Kleber conta ao Olhar Conceito que o negócio segue um modelo similar ao encontrado em Amsterdã, na Holanda. Os três tiveram contato com esse tipo de estabelecimento em uma viagem à cidade do Museu Van Gogh. “É uma lojinha só de croquetes e tem de todos os tipos: tradicional, com queijo, picante, sabores mais locais”, pontua.



Ao voltar para Cuiabá, eles pensaram que poderiam fazer algo similar na capital mato-grossense e resolveram apostar em comida de boteco. “Começamos a estudar, ver possibilidades e fazer testes. Conseguimos trazer bolinhos de lá, porém mais abrasileirados e cuiabano”, explica em entrevista ao Olhar Conceito.

Portando, n’O Favoritto, é possível encontrar bolinhos de feijoada, calabresa, galinha com pequi, carne seca com banana, carne seca com abóbora e codorna; além de lanches de pernil suíno, linguicinha, parmegiana de alcatra e frango, e super coxa.



Os amigos planejavam o estabelecimento um pouco antes da pandemia do novo coronavírus, mas a imposição de distanciamento social — ao menos nos meses iniciais para algumas pessoas — fez com que o negócio fosse repensado inteiramente para funcionar como delivery.

“Comida é um mercado que nunca para, independe de pandemia e [outras] crises. É algo que ninguém para de consumir. Então, a partir dessas análises vimos que o delivery estava crescendo muito nesse momento. Alguns estabelecimentos fechados e pessoas não saindo de casa por conta do vírus [contribuiu para a decisão de delivery”.



Futuramente, o trio visa abrir um ponto físico, mas aguardam o cenário pandêmico tornar-se mais seguro economicamente. “A ideia é trazer um ponto físico, mas depois que tudo isso passar. É um investimento muito alto para muitas empresas nesse momento que estamos passando.

É possível realizar pedidos de quarta-feira a domingo, entre 19h e 23h, por meio do número (65) 99335-1170 ou aplicativos de entrega como iFood. Também é possível pedir para retirar na cozinha d’O Favoritto.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet