Olhar Conceito

Terça-feira, 23 de julho de 2024

Notícias | TV

‘bom dia, verônica’

Atriz cuiabana participa de série da Netflix ao lado de Tainá Muller, Santoro e Gianecchini

Foto: Reprodução

Atriz cuiabana participa de série da Netflix ao lado de Tainá Muller, Santoro e Gianecchini
Atriz e cantora desde a adolescência, Aranyn Campos, de 29 anos, comemora a participação em uma das super produções brasileiras da Netflix: a terceira temporada de "Bom dia, Verônica". Na série, ela teve a oportunidade de ver de perto o trabalho de atores experientes como Tainá Muller, Rodrigo Santoro, Gianecchini, Klara Castanho e a Bella Camero. 


Leia também 
Filha de ex-prefeito de MT reata namoro com Luan Santana e vive 'lua de mel' no México


A cuiabana se mudou para São Paulo quando completou 18 anos, em busca de oportunidades para se especializar como atriz. De lá para cá, Aranyn conta que fez muitos testes e colecionou experiências de trabalho na capital paulista. Nos últimos anos, ela tem apostado na carreira de cantora, que já conta com trabalhos autorais e um projeto de covers no YouTube. 

“Bom dia, Verônica surgiu ano passado, apareceu um personagem que tinha as mesmas características com o meu perfil, com o histórico que tinha já de trabalhos, fui escolhida para fazer essa participação. É uma participação, então minha personagem aparece no último episódio da terceira temporada, especificamente na revolução das mulheres que acontece nesta última temporada. Tive a oportunidade de ver esses grandes atores trabalhando”. 

Durante as filmagens, ela teve mais contato com a atriz Bella Camero, que também está no elenco do filme “Marighella”. “Foram quatro dias de diária para ser poucos segundos de tela, isso é muito interessante, as vezes as pessoas não têm noção de quão trabalhoso é”, conta Aranyn. 

Para a cuiabana, a participação rendeu aprendizado, já que ela conseguiu acompanhar de dentro as etapas de uma super produção como Bom dia, Verônica. 

“Foi muito aprendizado, ver e participar de uma super produção, onde cada um tem a sua função, a gente não precisa ter uma pessoa fazendo várias coisas como normalmente acontece no audiovisual, quando é uma super produção assim de streaming, é bem dividido, as equipes são muito grandes, então dá aquela sensação de grandiosidade mesmo e é muito bom fazer parte”. 

A personagem de Aranyn é uma das vítimas do vilão da terceira temporada da série, interpretado por Rodrigo Santoro. No último episódio, a cuiabana participa de uma revolução das mulheres, em uma cena que precisou de auxílio de dublês, conta a atriz. 

“A personagem está presa e durante a revolução tem uma cena de bastante violência, que é uma cena que dou uma facada, levo um tiro, pela primeira vez participei de uma cena com efeito especial, que precisou de uma equipe de dublê para auxiliar na hora que ia estourar a pólvora, ajudar em como é o movimento de levar um tiro, foi bem interessante por conta disso também”. 

Bom dia, Verônica estreou na semana passada e já está disponível no catálogo da Netflix. Em entrevista ao Olhar Conceito, Aranyn também ressaltou a importância de valorizar o audiovisual nacional, além de também ter expectativa de que a participação abra novas portas. 

“Minha expectativa com a série é abrir o olho mesmo, criar essa cultura de brasileiro consumir audiovisual brasileiro, algo que estamos sempre lutando, porque tem essa visão de que talvez o audiovisual brasileiro não seja tão bom quanto o de fora, tem essa visão generalizada, que não concordo, acho que estamos evoluindo com a estrutura que temos e entregando coisas com qualidade, a série é um exemplo disso”.
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet