Olhar Direto

Segunda-feira, 28 de setembro de 2020

Notícias / Política MT

Prefeito comemora, mas questão do sobrepreço persiste

Na tarde desta quarta-feira (01), o secretário de Controle Externo da Controladoria Geral da União, Valdir Agapito, apresentou ao prefeito Wilson Santos resposta às justificativas, apresentadas por ele, sobre irregularidades apontadas no relatório da CGU, em relação às obras do PAC.

Éryca Monteiro - De Brasília - Especial para o Olhar Direto

01 Abr 2009 - 18:39

O secretário de Controle Externo da Controladoria Geral da União, Valdir Agapito, apresentou ao prefeito Wilson Santos resposta às justificativas sobre irregularidades apontadas no relatório da CGU, em relação às obras do PAC.O prefeito saiu da reunião 'satisfeito' afirmando que as obras em Cuiabá estão garantidas e que “a maioria das questões a serem resolvidas são burocráticas", "A CGU deu o sinal verde”, comemora Santos.
 
Porém, o secretário de estado de Infra-Estrutura de Mato Grosso, Vilceu Marchetti, afirmou que ainda existem 14 irregularidades que não foram sanadas e/ou devidamente explicadadas, que se referem ao sobre preço, ao BDI (Benefícios e Despesas Indiretas) e a irregularidades no processo licitatório.

O vereador Francisco Vuolo (PR), também presente na reunião, afirmou que as justificativas apresentadas pela prefeitura foram consideradas “frágeis”. O vereador Domingos Sávio (PMDB), que preside a Comissão de Acompanhamento do PAC, afirma que a prefeitura terá que seguir um cronograma para corrigir as irregularidades ou os recursos não serão liberados. “O prefeito durante a reunião demonstrou que está predisposto a solucionar os problemas e acredito que as obras estão garantidas”.

O superintendente da Caixa Econômica Federal, Ivo Zecchin, afirmou que a tabela Siapi (Sistema Integrado de Análise de Projetos e Inspeção), utilizada pela CEF, é apenas uma estimativa de preço, mas que alguns insumos, no mercado, podem estar acima do estimado pela tabela. “Se for comprovado em laudo o valor do insumo não será considerado sobrepreço”. Foi essa, segundo o secretário, a fragilidade das justificativas da prefeitura.

Conforme Marchetti, o relatório das irregularidades será encaminhado ao Ministério das Cidades, onde deverá ser formulado um termo de compromisso para que a prefeitura corrija as irregularidades.

Quando questionado sobre esse fato, o prefeito afirmou que fará o que for necessário para garantir as obras do PAC. “Todas as questões apontadas são sanáveis, vamos montar acampamento em Brasília até que tudo for resolvido, eu acredito que tudo deve estar solucionado no máximo em três semanas”.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet