Olhar Direto

Domingo, 23 de fevereiro de 2020

Notícias / Política BR

Lula diz que comentários de Obama foram um "gesto amável"

O presidente Lula se referiu aos comentários de seu colega Barack Obama, de que "é o cara" e o "político mais popular da Terra" como uma "brincadeira" e um "gesto amável". "Ele tem consciência do meu tamanho e importância, de cada companheiro", afirmou Lula.

EFE

02 Abr 2009 - 20:26

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva se referiu aos comentários de seu colega americano, Barack Obama, de que "é o cara" e o "político mais popular da Terra" como uma "brincadeira" e um "gesto amável". "Ele tem consciência do meu tamanho e importância, e da de cada companheiro que estava lá", afirmou Lula ao ser perguntado sobre os elogios.

Sobre a relação com Obama, a quem descreveu como "tranquilo" e "humilde", Lula disse que se abre "uma oportunidade para a América Latina estabelecer uma relação com os Estados Unidos que não tinha antes". 

Lula rebateu a afirmação de que o Brasil se tornou um líder dos países emergentes. "Ninguém me escolheu líder de nada".

"Quando estive no sindicato metalúrgico, era líder porque os metalúrgicos me elegeram líder. E, no Brasil, sou líder porque o povo me escolheu para ser presidente da República".

Mas, no caso da América Latina, do Mercosul ou das economias emergentes, Lula disse que é apenas um "companheiro".

Hoje, após a foto dos líderes participantes da reunião do G20 (grupo que reúne representantes dos países ricos e dos principais emergentes), que aconteceu na capital britânica e buscou uma solução para a crise econômica mundial, Lula e Obama se encontraram.

Quando o presidente americano deu um aperto de mão em Lula, olhou para o primeiro-ministro da Austrália, Kevin Rudd, e disse, apontando para o governante brasileiro "Esse é o cara! Eu adoro esse cara!".