Olhar Direto

Notícias / Cidades

Homem de 24 anos invade quarto e estupra filha de quatro anos e é autuado em flagrante

Da Redação - Wesley Santiago

15 Mar 2019 - 16:37

Foto: Reprodução

Homem de 24 anos invade quarto e estupra filha de quatro anos e é autuado em flagrante
Um homem de 24 anos, identificado como Antônio Carlos da Costa Nogueira, foi preso acusado de invadir o quarto da filha de quatro anos e estupra-la. O crime aconteceu em Itiquira (363 km de Cuiabá), na madrugada desta sexta-feira (15). A vítima teve sangramento.

Leia mais:
Casal é preso por suspeita de estuprar filha adotiva por oito anos
 
A denúncia foi feita por conselheiras tutelares na delegacia, após elas terem sido acionadas no hospital do município onde a vítima deu entrada. Os médicos da unidade perceberam que havia indícios de abuso sexual durante a realização de exames.
 
Com a chegada da polícia, a mãe se exaltou e disse que o pai da menina não tinha nada a ver com o abuso, mesmo sem ser questionada sobre. Além disto, pontuou que a tia da menina teria influenciado a vítima de maneira negativa. O homem fugiu do local ao perceber a presença dos investigadores.
 
A criança foi ouvida pelos policiais, com a presença de uma das conselheiras e relatou que pai entrou no quarto que ela divide com o irmão bebê e passou a mão pelo seu corpo, durante a madrugada.
 
Após a comprovação do estupro, a mãe da criança passou a dar informações erradas de possíveis endereços onde o homem estaria. Ela ainda desacatou os investigadores ao ficar estressada com a situação.
 
O pai foi detido ainda na cidade e negou o crime na delegacia. No local, a polícia identificou que ele possui um mandado de prisão em aberto pelo crime de furto. Ele foi autuado pelo crime de estupro de vulnerável.

Outro caso

A Polícia Civil prendeu nesta sexta-feira (15), um casal por suspeita de estuprar a filha adotiva desde os seis anos de idade na cidade de Sorriso (a 418 quilômetros de Cuiabá). Segundo apurado nas investigações, os suspeitos obrigavam a filha, atualmente com 14 anos, a participar de relação sexual com o pai e a mãe adotivos.

Segundo informações da polícia, o pai adotivo, há mais de vinte (20) anos atrás, também estuprou o próprio irmão, que à época dos fatos era criança. A vítima foi adotada na modalidade “à brasileira”, ato pelo qual se cria um vínculo de filiação, até então inexistente, em que não há laço natural (genético).
 
O Ministério Público e o Judiciário, após pedido de prisão preventiva feito pelo Delegado de Polícia da cidade de Sorriso, prontamente expediram os respectivos mandados de prisão.

3 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Carol
    16 Mar 2019 às 10:10

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Caledonia Oliveira
    15 Mar 2019 às 22:33

    Banco está inviabilizando tudo mesmo!

  • Dora Aventureira
    15 Mar 2019 às 17:25

    Essa mãe tem que ser presa tbm!

Sitevip Internet