Olhar Direto

Quarta-feira, 24 de julho de 2019

Notícias / Cidades

Frentista preso por engravidar a própria filha confessa ter dado remédio abortivo e jogado feto em rio

Da Redação - Wesley Santiago

18 Abr 2019 - 14:25

Foto: Fabiana Mendes/Olhar Direto

Frentista preso por engravidar a própria filha confessa ter dado remédio abortivo e jogado feto em rio
O frentista de 39 anos, identificado como Cleiton da Paixão Guimarães, preso na última quarta-feira (17), pelo estupro da própria filha, uma menina de apenas 11 anos, disse em depoimento que foi ele quem deu remédio abortivo para a filha e que jogou o feto no rio. Ele foi encaminhado para audiência de custódia nesta quinta-feira (18). A vítima permanece internada no hospital.

Leia mais:
Frentista é preso por estuprar e engravidar a própria filha de 11 anos em Cuiabá

Segundo a TV Centro América, o homem confessou ao delegado plantonista que abusava a filha desde meados de 2017. Além disto, teria confirmado que forneceu um medicamento abortivo para a menina, que passou mal e sofreu um aborto.

O frentista revelou ainda que foi ele quem pegou o feto, colocou em uma sacola e jogou no rio, tudo isto enquanto a mulher, sogra e a outra filha dormiam. A vítima permanece internada no Hospital Universitário Júlio Müller, em Cuiabá. Ela teve de passar por procedimentos em decorrência do aborto.

O acusado passará por audiência de custódia nesta quinta-feira (18), no Fórum de Cuiabá. A ocorrência está sendo repassada para a Delegacia Especializada de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Deddica), que já havia recebido a denúncia do caso, que havia sido feita por um tio da menor.

O depoimento da criança, com acompanhamento psicosocial, será realizado na segunda-feira (22). 

O caso

Um frentista de 39 anos, identificado como Cleiton da Paixão Guimarães, foi preso nesta quarta-feira (17) pelo estupro da própria filha, uma menina de apenas 11 anos. O crime acontecia desde meados de 2017. O homem confessou os abusos. A menor engravidou do acusado e sofreu um aborto, que teria sido espontâneo. O fato foi registrado no bairro Residencial Coxipó, em Cuiabá.

Conforme o oficial de área do 9º Batalhão, João Neto, uma chamada foi realizada através do 190, pela mãe da vítima. Quando a equipe chegou, foi dito que a menina estava grávida de cinco meses e teria sofrido um aborto, possivelmente espontâneo. Por conta do fato, ela foi encaminhada para a Policlínica do Pascoal Ramos.
 
O pai da criança confirmou que estuprou a criança e que o crime era cometido desde meados de 2017. Além disto, também disse que o filho que ela estaria esperando, consequentemente a sua neta, era seu.

16 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Teves neves
    20 Abr 2019 às 13:55

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Nonato
    20 Abr 2019 às 07:10

    Senhores reeducandos...ensinem a esse valoroso pai o sentido de respeito e amor incondicional pelo filho...façsm ele virar uma noiva em noite de nupcias

  • Amália
    19 Abr 2019 às 12:49

    O que fazer com um monstro desse? filhos é dádiva de Deus em nossa vida, como ele teve coragem de fazer uma coisa dessas?e essa mãe?acontecer tudo isso debaixo do nariz dela e ela não desconfiar, está muito estranho,

  • Walter
    19 Abr 2019 às 11:59

    Existe como essa pessoa ser reeducada e voltar a sociedade? Usar nossos altos impostos para manter um monstro desses comendo e dormindo dentro da cadeia? Podem pensar diferente, mas eu defendo a pena de morte nesse caso.

  • Critico
    19 Abr 2019 às 10:10

    Tá na rua

  • Rosi
    19 Abr 2019 às 06:52

    Ler uma material dessa da uma espécie de nojo sem fim, e um infeliz jamais pode ser chamado de pai. Mistura de revolta,repulsa e muito ódio. Que Deus abençoe a vida dessa menina que é criança ainda que mude essa história horrenda que viveu, que os anos passem e amenize esse trauma de sua vida. É que esse desgraçado sofra com muita dor todas as consequências de seus atos, de preferência pagando tudo no inferno.

  • WILSON
    19 Abr 2019 às 01:41

    Meu deus, não tem palavras para descrever isso ! esse vagabundo deveria amor, cuidar e proteger sua filha, jamais fazer isso , espero que pague em vida tudo que fez com a criança.

  • Carolina
    19 Abr 2019 às 00:26

    Por gentileza colegas de cela o ensinem o que é ser pai!!!!

  • Breno
    18 Abr 2019 às 22:41

    Kkkkk vai virar mulher dos cara na grade.

  • Eliane
    18 Abr 2019 às 18:53

    E nesse tempo a mãe dessa menina estava morta? Deitada em berço esplêndido? Faça o favor essa história tem muita gente conivente, cadê a polícia para esclarecer essa história?

Sitevip Internet