Olhar Direto

Notícias / Cidades

Agente de tributos preso no aeroporto extorquiu vítima por R$ 500 através do WhatsApp

Da Redação - Wesley Santiago

23 Mai 2019 - 14:08

Foto: Rogério Florentino/ Olhar Direto

Agente de tributos preso no aeroporto extorquiu vítima por R$ 500 através do WhatsApp
O agente de tributos estaduais, Mario Sergio de Campos, preso em flagrante na manhã desta quinta-feira (23) por tentativa de extorsão, no setor de cargas do Aeroporto Marechal Rondon, em Várzea Grande (região metropolitana de Cuiabá), exigiu R$ 500 para liberar equipamentos autuados no terminal. O crime foi cometido por meio do WhatsApp, o que fez a vítima registrar um boletim de ocorrência.

Leia mais
Ex-prefeito de Alto Boa Vista é preso acusado de ser o mandante de dois homicídios

A vítima relatou no boletim de ocorrências que adquiriu um Honda Civic em Jundiaí (SP) e que, como não conseguiu trazer as rodas originais para Cuiabá, resolveu despachá-las, para que fossem retiradas no aeroporto. 

Quando chegou para fazer a retirada, a vítima foi informada pela companhia aérea que as rodas foram tributadas pela Secretaria de Fazenda (Sefaz). Ele então argumentou que elas seriam usadas, já que eram as originais do veículo. Sem conseguiu ficar com o equipamento, o homem entrou com um processo de revisão de tributo no órgão estadual.

Após 15 dias, o agente de tributos então teria entrado em contato com a vítima através do WhatsApp, perguntando quanto ela estaria disposta a pagar para que fosse cancelada a tributação e as rodas fossem liberadas, o que não aconteceu por conta do processo já aberto.

Depois de 40 dias, o agente teria ligado mais uma vez para a vítima, fazendo a mesma pergunta. A conversa prosseguiu no WhatsApp, onde o servidor estabeleceu um valor de R$ 500. Após uma negociação, chegou-se a quantia de R$ 300. 

Na mesma conversa, ficou combinado que o homem levaria o dinheiro até o aeroporto, no posto da Sefaz. Após o acordo ter sido fechado, a vítima procurou a Delegacia Fazendária (Defaz), onde registrou a denúncia.

“Antes mesmo de negociar o valor, a pessoa noticiou à polícia. Ainda na situação de flagrante, determinamos uma equipe para que acompanhasse a diligência. Vimos que se tratava de um crime de concussão de um agente público. Foram adotadas as medidas legais cabíveis”, disse o delegado Anderson Clayton da Cruz e Veiga, titular da Defaz.

Além disto, o delegado pontua que as negociações feitas por telefone, através do WhatsApp, deixa muito mais simples constatar a extorsão.

O caso

Policiais da Delegacia Especializada em Crimes Fazendários e Contra Administração Pública (Defaz) prenderam em flagrante um agente de tributos estaduais, identificado como Mario Sergio de Campos, por tentativa de extorsão na manhã desta quinta-feira (23), no setor de cargas do Aeroporto Marechal Rondon, em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá.

Mario Sergio foi encaminhado para a sede da Defaz e ainda será ouvido pelo delegado responsável pelo caso. Posteriormente, deve ser encaminhado para audiência de custódia.

15 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • IMPUNIDADE NOSSO MAIOR MAL
    24 Mai 2019 às 15:29

    COMENTÁRIO SE SUJAR PRO 300 E SE FOSSE MAIS PODERIA EXTORQUIR AS PESSOAS ??

  • TESTEMUNHA
    24 Mai 2019 às 15:28

    ALI NA PREFEITURA TAMBÉM EXISTE CADA COISA QUANDO SE TRATA DE FISCAL !!

  • Edmilson rosa
    23 Mai 2019 às 17:55

    Só deve ser louco ou a mulher manda ele pegar ou louco mesmo só por mania de pegar mesmo.vai entender

  • Carlinhos
    23 Mai 2019 às 17:29

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Paulo Henrique Carvalho Almeida
    23 Mai 2019 às 17:17

    Não precisa ir longe, se fiscalizar o ISSQN dos município vai descobrir muito rombo... o pior que esses larápios posam de cidadão de bem.

  • arruda
    23 Mai 2019 às 17:11

    salário bom, agora é RUA por causa de 500 reais, não precisava fazer isso. Justiça seja feita.

  • antonio carlos
    23 Mai 2019 às 17:05

    Um otário. Sujar por R$ 300,00

  • marcos
    23 Mai 2019 às 16:25

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Antônio
    23 Mai 2019 às 15:58

    Mas é extorsão ou no caso concussão é crime de mera conduta.. o fato de exigir já configura a consumação do crime... nesse caso não há que se falar em tentativa...

  • Critico
    23 Mai 2019 às 15:52

    Final de carreira, cabeça branca, pra que isso. R U A

Sitevip Internet