Olhar Direto

Sexta-feira, 18 de outubro de 2019

Notícias / Política MT

Sob ameaça de demissão, servidores da educação avaliam 'última proposta' de Mendes na sexta

Da Redação - Patrícia Neves

07 Ago 2019 - 11:48

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Professores prometem realizar ainda nesta semana mobilizações em rodovias

Professores prometem realizar ainda nesta semana mobilizações em rodovias

Os servidores do ensino público em Mato Grosso irão avaliar, em assembleia no próximo dia 9 de agosto, se irão acatar ou não a última proposta do Governo do Estado formatada no último dia 5, em parceria com deputados estaduais.

Os profissionais estão há 73 dias parados e com os pontos cortados. Na segunda-feira (5), o Governo informou ainda que já existem estudos versando sobre a abertura de processo para demissão dos grevistas e declarou que não existe mais diálogo para apresentação de nova alternativa à categoria. 

Leia Mais:
Professores interditam Avenida do CPA e devem fechar rodovias e ponte em novas manifestações

No último dia 30, a Justiça Estadual considerou a greve ilegal e determinou o retorno o imediato retorno das aulas, mediante pagamento de multa. Pelo descumprimento da ordem, o Sindicato dos Servidores do Ensino Público (Sintep) é penalizado com valor de R$ 150 mil ao dia. 

Pela proposta, o Executivo se compromete a usar todo espaço fiscal aberto abaixo de 49% da receita corrente líquida para concessão da RGA e dos aumentos remuneratórios. Segundo consta no documento recebido pelo Sindicato, o único requisito é o respeito à Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), que versa que o Estado não poderá exceder aos 49% da receita corrente líquida, que é o limite de gastos com pessoa do Poder Executivo.

Os professores cobram o pagamento da RGA, melhorias estruturais nas unidades escolares, além do cumprimento da Lei da Dobra 510/2013.  

Mato Grosso atende a 392 mil alunos distribuídos em um total de 757 unidades escolares. Pelas contas do Executivo, 40% das unidades estão paralisadas. O Sindicato apresenta levantamento apontando  mais de 50%. 

17 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Honesto
    08 Ago 2019 às 11:21

    Exonera os cabeças dessa greve de idiota. Os outros vão voltar caladinhos para as salas de aula, esse povo acha que estão certo? 65% das pessoas não querem a greve, eu teria vergonha de fazer greve, faria se fosse para melhorar os meios de dar aula. Ex guardas em sala de aula, ar condicionado nas salas de aula, infra estrutura, atividades extra curriculares etc...

  • Cuibano2000
    08 Ago 2019 às 11:18

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Véio Joaquim
    08 Ago 2019 às 10:55

    Bota no olho da rua essa Petezada ai q nao quer trabalhar.

  • jose renato
    08 Ago 2019 às 08:31

    Professor só pensa em fazer greve, se tivesse a mesma vontade de trabalhar, como tem para fazer greve, a educação de MT seria a melhor do Brasil.

  • Rogério
    08 Ago 2019 às 04:47

    Um governador goiano, de direita, empresário mais interessado em lucrar com o cargo que ocupa no governo do que em de fato governar o Mato Grosso. Mauro Mendes: PEÇA DEMISSÃO!

  • Ninguém merece
    07 Ago 2019 às 16:36

    Concordo Oi, tem tanta gente querendo dar aulas em escolas públicas, que é "possível" se dar ao luxo de escolher. Ninguém merece!

  • Oi?
    07 Ago 2019 às 16:20

    É cada uma: como assim manda tudo embora? Por acaso tem professor a ufa, sobrando, pendurado em árvore por todo o estado de Mato Grosso? E tem monte de gente, doida de vontade de dar aula em escola pública? Pensa, povo, antes de falar.

  • Moacir
    07 Ago 2019 às 15:35

    Professor é trabalhador como outro qualquer. Deve lutar pelo salário e pela melhoria em seu ambiente de trabalho. Cabe aos pais exigir do Etado, educação de qualidade, merenda e boas escolas.

  • Eu
    07 Ago 2019 às 15:15

    Sempre dizem que a greve é por melhorias na educação., porém é so o governo dar o reajuste que eles termina com a greve ., o interesse é só financeiro ., preocupação com o aprenidzado nenhum -qtos alunos abandonam a escola de vez em periodo de greve

  • Lucia de Moura
    07 Ago 2019 às 14:32

    O bom senso é o retorno de cabeça abaixadinha...

Sitevip Internet