Olhar Direto

Terça-feira, 22 de outubro de 2019

Notícias / Cidades

Jovem de 19 anos morre soterrado em silo de milho

Da Redação - Fabiana Mendes

14 Set 2019 - 09:21

Foto: Assessoria

Jovem de 19 anos morre soterrado em silo de milho
Um jovem identificado como Jocilei Alves dos Santos, 19 anos, morreu soterrado em um silo, em uma fazenda localizada a 50 quilômetros do município de Lucas do Rio Verde (332 km de Cuiabá), na tarde de sexta-feira (13).

Leia mais:
Trabalhador morre soterrado após cair em silo graneleiro
 
O Corpo de Bombeiros Militar (13ª CIBM) foi acionado para atender a uma ocorrência de soterramento em silo numa fazenda a 50 km do município. A equipe se deslocou até o local e, chegando, verificou que se tratava de um trabalhador que havia sido soterrado pelo milho.

Os militares realizaram o escoamento e a retirada do milho para ter acesso à vítima. Foi constatado que a vítima era um jovem de 19 anos. Ele já apresentava um aspecto pálido, indicando morte óbvia, supostamente por asfixia. O local foi isolado e o corpo preservado para realização da perícia pela Polícia Técnica (Politec).
 
Outro caso na mesma semana
 
Um trabalhador identificado como Wellington Mariano, de 30 anos, morreu soterrado após cair em um silo graneleiro em uma fazenda, localizada a 30 km de Querência (975 km de Cuiabá), na tarde da última segunda-feira (9).

Segundo informações locais, o acidente aconteceu por volta das 9 horas. Testemunhas contaram que um grupo de funcionários fazia uma inspeção de rotina no local quando Wellington se desequilibrou e caiu no silo.

Rapidamente, o silo foi esvaziado e o homem retirado. Wellington foi encaminhado para o Hospital Municipal de Querência, mas não resistiu e morreu por asfixia mecânica. 

3 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Só na observação
    15 Set 2019 às 01:27

    Esse tipo de acontecimento infelizmente é muito recorrente. A mídia sempre está relatando fatos dessa natureza com fim trágico qual seja a perda da vida. Resta saber se as vítimas fatais desse incidentes ao menos tem registro em carteira assinada e também algum tipo de seguro nesse trabalho que tem se mostrado muito perigoso, que possam amparar os seus familiares quando de suas mortes. O que se tem como certo é que esse povo do agronegócio é muto rico, tanto que os seus componentes são chamados de os novos barões do campo. Meus sentimentos de pesar aos familiares dessas duas vitimas desta semana que ora finda.

  • Me
    14 Set 2019 às 10:43

    Nossa, que notícia triste, meus pêsames aos familiares do rapaz, que Deus dê o consolo neste momento de tanta dor e o tenha!!!

  • Gabriela Duarte
    14 Set 2019 às 09:56

    Esses trabalhadores que carregam o Brasil nas costas para pagar privilégios de juízes e políticos só no ar condicionado. Cadê os paneleiros?