Olhar Direto

Segunda-feira, 17 de fevereiro de 2020

Notícias / Cidades

Novo comandante quer reforçar ações de fiscalização no trânsito e blitz da Lei Seca

Da Redação - Fabiana Mendes

24 Set 2019 - 15:15

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Novo comandante quer reforçar ações de fiscalização no trânsito e blitz da Lei Seca
O novo comandante do Batalhão Militar de Trânsito Urbano e Rodoviário da Polícia Militar (BPTran), tenente-coronel Adão Cesar Rodrigues da Silva, assumiu a chefia da unidade nesta terça-feira (24). Dentre outras coisas, ele assegurou que irá intensificar as ações de fiscalização no trânsito.

Leia mais:
Força-tarefa encontra irregularidades em bombas de dois postos de combustíveis em Cuiabá

“Vamos reforçar ainda mais as ações, principalmente, no combate aos crimes relacionados ao abuso de bebidas alcoólicas aliados à direção. Vamos reforçar as operações integradas referentes à Lei Seca, pois queremos conscientizar os condutores que abusam do álcool e insistem em dirigir, colocando em risco a vida das pessoas”, afirmou o militar no auditório do Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Detran-MT), em Cuiabá.

À frente do Batalhão de Trânsito por mais de dois anos, coronel Esnaldo de Souza Moreira passou o comando da unidade para Adão Cesar e recebeu os agradecimentos do comandante-geral da PM, coronel Jonildo José de Assis, pelo trabalho promovido.

“Essa passagem de comando é de grande relevância para a nossa instituição, já que o BPTran é uma unidade que promove estrategicamente grandes contribuições à segurança do nosso Estado. Uma cidade que tem um trânsito disciplinado evita mortes e gera mais segurança. Obrigada coronel Esnaldo pela sua enorme contribuição ao nosso batalhão e seja bem vindo tenente-coronel Adão Cesar. O senhor mereceu essa oportunidade e tem competência para assumir este comando”,  disse Assis.

O novo comandante do BPTran ingressou na Polícia Militar em 1998. É bacharel em Segurança Pública e foi comandante da Companhia de Polícia Comunitária do Pedra 90, do 2º Pelotão da Rotam. Sua última função era a de subcomandante do BPTran.

O Batalhão de Trânsito Urbano e Rodoviário conta, atualmente, com 108 policiais militares, que atuam no policiamento ostensivo, fiscalizações e verificação de veículos no perímetro urbano e nas principais rodovias estaduais. 

10 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Sentra
    25 Set 2019 às 14:34

    Acho ótimo essas iniciativas. Quem não deve, não teme.

  • trabalhador
    25 Set 2019 às 12:08

    Com certeza Ailton ,mais as blitz fiscalização tem que estar diaria nas rua ,pois precisamos de motoristas consciente quer ter carro pague ande com segurança sem ter medo ,quer beber não diriga inumeros acidentes causando tragédias ,motos e carros andando circulando sem habilitação sem IPVA ,ora queremos um transito seguro motoristas conscientes ,e concordo que precisa ter fiscalização nas ruas em frentes de colégios mais precisamos ter consciencia e respeito .

  • Ailton Pereira
    25 Set 2019 às 05:57

    Favor, se estão preocupados com acidentes, preocupem-se com alguns pontos: 1) faixas de pedestres não apagadas na Avenida Lava-Pés, 2) falta de iluminação na Estrada do Moinho, 3) varal de roupas na esquina da Avenida Isac Póvoas com Prainha (não dá para ver nada ali, sempre tem equipe da Semob na Praça Maria Taquara e não fazem nada), 4) iluminação ruim na Avenida Fernando Correa, 5) estacionamento indevido em frente às escolas particulares (os pais de alunos proporcionando perigo quando estacionam antes das faixas de pedestres, colocando em risco os alunos), 6) falta de sinalização horizontal em plena Avenida do CPA (na faixa CPA-Centro, onde as faixas confundem o motorista), 7) ruas estreitas e de mão dupla em bairros como Araés. Enfim, a PM pode contribuir mais efetivamente para a segurança do que ficar insistindo apenas nessa fiscalização sobre suposta Lei Seca (isto é um discurso da ala evangélica da PM), pois a segurança está em outros aspectos.

  • paulo
    24 Set 2019 às 19:39

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Ana
    24 Set 2019 às 18:52

    Tem que fiscalizar mesmo se nao quer ter o carro preso e so pagar IPVA igual que nem todo mundo faz

  • Ares
    24 Set 2019 às 18:36

    Quem não deve não teme isso aí blitz de manhã de tarde de noite de madrugada kkkkkkkkkkkkkkkkk

  • Zeca
    24 Set 2019 às 16:45

    Significado da Lei Seca: Lei seca é uma denominação popular dada à proibição oficial de fabricação, varejo/comercialização, transporte, importação ou exportação de bebidas alcoólicas. Não tem nada a ver com beber e dirigir. A lei que penaliza o condutor que ingeriu bebida alcoólica e está ao volante, é brasileira de n.º 13.546/2017, não menciona o temo Lei Seca. Essa denominação é plágio da americana.

  • Raimundo
    24 Set 2019 às 16:32

    Enquanto arrecadam com as blitz, o cidadão é roubado, morto ou estuprado, e assim caminha o Mato Grosso.

  • eleitor
    24 Set 2019 às 16:11

    parabéns ,é isso mesmo fiscalizar abordagens policiamento nas ruas pela manha ,tarde e noite cuiabá cresceu um numero grande de carros circulando mais precisam fiscalização blitz com motoristas sem habilitação ,carteira de habilitação vencida,IPVA a anos sem pagar ,motoristas sobe efeito de droga e alcool estas ações precisam ser diarias para podemos ter um transito seguro e responsavel e não um transiti violento,

  • alexandre
    24 Set 2019 às 15:47

    Arrecadação...

Sitevip Internet