Olhar Direto

Quinta-feira, 14 de novembro de 2019

Notícias / Cidades

Tesoureiro de facção que movimentou R$ 52 milhões com ‘taxas do crime’ é preso com R$ 27 mil em dinheiro

Da Redação - Wesley Santiago

21 Out 2019 - 16:21

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Imagem ilustrativa

Imagem ilustrativa

Wambastther Ollion Bispo Moreira, um dos alvos da ‘Operação Red Money’, que desbaratou uma organização criminosa responsável por movimentar R$ 52 milhões com ‘taxas do crime’. Ele, que estava foragido, foi localizado na sexta-feira (18), em ção realizada pela Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Cuiabá.

Leia mais:
Operação Red Money indicia 113 pessoas e sequestra cerca de R$ 8 milhões em bens
 
Durante diligências na região central de Várzea Grande, os policiais da Derf Cuiabá flagraram o suspeito em uma caminhonete Chevrolet S10, realizando a sua abordagem. Quando o saiu do veículo, o procurado tentou foragir, porém foi detido pelos investigadores.
 
Com ele, os policiai apreenderam documentos falsos, aparelhos celulares e mais de R$ 27 mil em dinheiro. O suspeito foi conduzido à Derf Cuiabá, onde teve as ordens de prisão cumpridas e posteriormente foi encaminhado para audiência de custódia na Capital.
 
O homem teve o mandado de prisão expedido pela Justiça por integrar uma facção criminosa envolvida em diversos crimes. Nas investigações, o suspeito foi apontado como um dos tesoureiro da organização.
 
O outro mandado de prisão contra o foragido foi expedido pela comarca de Pontes e Lacerta referente a condenação a pena de 19 anos e um mês de reclusão por envolvimento nos crimes de roubo majorado e associação criminosa.

Red Money

A primeira fase da operação 'Red Money' foi deflagrada no dia 8 de agosto deste ano e a segunda fase, complementar a investigação, foi executada em 01 de outubro de 2018. 

Durante a investigação foram expedidos 110 mandados de prisão preventiva, sequestro de 23 imóveis, incluindo uma fazenda no município de Salto do Céu, apreensão de cerca de R$ 60 mil, em joias, bloqueio e sequestro de valores em contas bancárias, além de apreensão de dinheiro em espécie, atingindo a aproximadamente R$ 730 mil.

Do patrimônio sequestrado e apreendido, estão à disposição da Justiça 21 automóveis, 18 motocicletas, 05 caminhões e 01 semi-reboque, além de 6 empresas interditadas que  tiveram sua atividade econômica suspensa perante os órgãos competentes.

A investigação da operação “Red Money” apura grande esquema de lavagem de dinheiro e movimentação financeira por parte de uma facção criminosa, com a utilização de empresas de fachadas, contas bancárias de terceiros, parentes de presos, entre outros.
 
A apuração, que deu origem a primeira fase da operação, foi desenvolvida ao longo de 15 meses e resultou, na ocasião, no cumprimento de 94 mandados de prisão, buscas e apreensão, bloqueio de 80 contas correntes, além do sequestro de bens (veículos, joias, imóveis) e valores, totalizando 233 ordens judiciais cumpridas naquela etapa. 
 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet