Olhar Direto

Terça-feira, 18 de fevereiro de 2020

Notícias / Política MT

Justiça revoga decisão de Bolsonaro e determina volta de radares em sete rodovias de MT

Da Redação - Fabiana Mendes

12 Dez 2019 - 09:41

Foto: Rogério Florentino Pereira/OD

Justiça revoga decisão de Bolsonaro e determina volta de radares em sete rodovias de MT
A Justiça Federal em Brasília revogou um despacho do presidente Jair Bolsonaro de suspender a fiscalização nas rodovias federais com radares móveis. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) tem o prazo de 72 horas para restabelecer  o monitoramento. Sete rodovias mato-grossenses deverão ser afetadas. A decisão é desta quarta-feira (11).

Leia mais:
Decisão de Bolsonaro tira radares de sete rodovias federais em Mato Grosso

Na decisão, juiz da 1ª Vara Federal Cível, Marcelo Gentil Monteiro, atendeu a um pedido liminar feito pelo Ministério Público Federal (MPF) e entendeu que a falta dos radares pode causar danos à sociedade. 

"A urgência é patente, ante o risco de aumento do número de acidentes e mortes no trânsito em decorrência da deliberada não utilização de instrumentos escolhidos, pelos órgãos técnicos envolvidos e de acordo com as regras do Sistema Nacional de Trânsito, como necessários à fiscalização viária", decidiu.

Foi estabelecida também multa diária de R$ 50 mil à União em caso de descumprimento. Para o juiz, o despacho do presidente que determinou a retirada, não poderia suprimir a competência de um órgão colegiado, no caso o Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

Outra questão seria o ato praticado sem embasamento técnico,o que viola as regras de funcionamento do Sistema Nacional de Trânsito e as competências legais do Contran e de suas câmaras temáticas. 

Bolsonaro comunicou na manhã desta quinta-feira (12), por meio de redes sociais, que a Advocacia-Geral da União irá recorrer a decisão judicial de primeira instância. Ele também questionou seus internautas se eles são à favor ou contra a volta dos radares móveis.

Em agosto, despacho assinado pelo presidente e publicado no Diário Oficial da União, determinou o recolhimento de todos os equipamentos medidores de velocidade  estáticos, móveis e portáteis. 

No Estado passam trechos das rodovias: BR-070, que começa em Brasília, e chega ao município de Cáceres, na fronteira com a Bolívia; BR-158, que começa no município de Redenção, no Pará e cruza o país, passando por Mato Grosso até chegar no município de Santana do Livramento, no Rio Grande do Sul; BR-163, que vai do Pará, passando por Mato Grosso, até chegar no Rio Grande do Sul; BR-174, que liga Mato Grosso ao estado de Roraima; BR-242, que sai da Bahia até chegar em Sorriso, em Mato Grosso;  BR-251, que sai da Bahia até chegar em Cuiabá; e BR-364, que sai de São Paulo, passa por Mato Grosso e vai até o Acre.
 

5 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Rubens Tadeu Reynaud
    12 Dez 2019 às 13:45

    Porra agora que eu estava me acostumando andar a 150 km/hr. Este Brasil não tem jeito.

  • Carlos
    12 Dez 2019 às 12:23

    Ficamos horas d horas nas filas de votação para escolhermos nossos representantes no município, estado e união, mas do que adianta a vontade popular se quem governa é o judiciário em geral.

  • Silvio Furtado de Mendonça Filho
    12 Dez 2019 às 10:48

    Muito sensato!

  • Silvio Furtado de Mendonça Filho
    12 Dez 2019 às 10:48

    Muito sensato!

  • deovaldo
    12 Dez 2019 às 10:10

    Que pena retornar os radares, pois eu andava a 180km nas estradas federais e estaduais,,,agora terei que andar no máximo há 100km,,,,pena mesmo derrubarem , gosto de adrenalina na estrada , mas não faço imprudencia e nem ultrapassagem onde não é permitido...isso pq tomei uma multa por ultrapassar em faixa continua de R$ 1.500,00 e sete pontos ,,,,,mas sou corredor nas estradas,,,,,agora acabou a mamata

Sitevip Internet