Olhar Direto

Quarta-feira, 26 de fevereiro de 2020

Notícias / Cidades

Corpo de empresário morto pelo sogro será trasladado para os Emirados Árabes

Da Redação - Fabiana Mendes

13 Fev 2020 - 10:19

Foto: Reprodução / Facebook

Corpo de empresário morto pelo sogro será trasladado para os Emirados Árabes
O corpo do empresário Faisal Ibrahaim Abdularhnan Younes, de 49 anos, que teve a mão decepada e morreu, após ser atacado com um facão, pelo sogro, será translado para Dubai, nos Emirados Árabes Unidos. O cadáver será levado nesta quinta-feira (13), para o Aeroporto Marechal Rondon, em Várzea Grande (região metropolitana de Cuiabá).  

O crime foi motivado por uma cena de violência doméstica flagrada pelo sogro de Faisal. Ao ver a filha ser agredida pelo marido, o sogro atacou Faisal. O crime aconteceu na manhã desta quarta-feira (12), no bairro ZH 001, em Matupá (a 681 quilômetros de Cuiabá).

Leia mais:
Sogro decepa mão do genro e o assassina após flagrar cena de violência doméstica

A esposa de Faisal contou que após desentendimento com o marido, teria ido para casa dos pais sozinha. Na madrugada, no entanto, o casal teria ido levar o filho para o hospital. No caminho, Faisal, também conhecido como Árabe, teria começado a agredir a esposa.

A mulher então saiu no carro e ligou para que seu pai a buscasse nas proximidades de uma escola. Na sequência, pai e filha foram buscar a criança na casa onde Faisal estaria. Lá, o empresário teria começado a agredir a esposa na frente do pai, que pegou um facão e atacou o genro.

Por volta das 6h40, a Polícia Militar foi acionada e informada de um atropelamento. No entanto, quando chegou ao local, encontrou Faisal caído no meio da rua e constatou que ele havia sido vítima de tentativa de homicídio. A mão estava ao lado do corpo. Ele também apresentava ferimentos de arma branca.

Failsa, que também é fazendeiro, foi levado para o Hospital Municipal, mas não resistiu aos ferimentos e foi a óbito. O suspeito fugiu em uma caminhonete e ainda não foi encontrado. O caso é investigado pela Polícia Civil.

18 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Edmilson rosa
    14 Fev 2020 às 11:16

    Tinha que cortar a cabeça desse covarde.

  • Justiceiro
    14 Fev 2020 às 08:35

    Ficou ruim pra ela agora. Rica, sem marido violento, e já já na pista. Se alguem a conhecer, passa meu contato.

  • José Carlos
    14 Fev 2020 às 07:31

    Parabéns ao pai. Um verdadeiro herói. Independente do motivo, o homem não tem direito de agredir a mulher. Falar da filha dos outros é fácil, queria ver se fosse a sua filha sendo espancada pelo marido, se fosse ficar quieto. Hipócrita.

  • Jaqueline
    13 Fev 2020 às 23:52

    Mas chico bento*** isso está longe de ser uma cultura somente árabe, brasil se não me engano está em 5° no ranking de feminicídio É triste pensar que só em ser mulher já está sujeita a qualquer tipo de violência EM QUALQUER LUGAR DO MUNDO

  • sonia maria hofman
    13 Fev 2020 às 22:27

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Cuiabana
    13 Fev 2020 às 20:21

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Alemão
    13 Fev 2020 às 18:31

    O raça de cachorro virá lata esses brasileiros pena eu como estrangeiro nunca me envolveria com brasileiros

  • Chico Bento
    13 Fev 2020 às 16:54

    Todos são ignorantes. Porém a moça não devia ter se casado com uma pessoa de costumes, cultura e religião totalmente diferente da dela. Realmente no mundo islâmico o homem pode surrar sua mulher quando achar que ela o contrariou.

  • Eu sou Pai
    13 Fev 2020 às 15:36

    Eu como pai, FARIA O MESMO 99x SE FOSSE PRECISO...

  • Pedro Costa.
    13 Fev 2020 às 15:14

    Sou totalmente contra qualquer tipo de violencia, mas se aconteceu conforme a narrativa da reportagem foi bem feito pra esse tal de Arabe.

Sitevip Internet