Olhar Direto

Quinta-feira, 21 de janeiro de 2021

Notícias / Política MT

Coronel lançada por Bolsonaro ao Senado defende presidente e isolamento só para idosos

Da Redação - Carlos Gustavo Dorileo

25 Mar 2020 - 14:20

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Coronel lançada por Bolsonaro ao Senado defende presidente e isolamento só para idosos
Candidata escolhida por Jair Bolsonaro (sem partido) para disputar a vaga da senadora cassada Selma Arruda (PODE), a tenente-coronel Fernanda (PATRI) saiu em defesa do presidente da República e reforçou a ideia de isolamento apenas para grupos de riscos, com a justificativa de que a economia do país não pode parar por conta da pandemia do coronavírus.

Leia também
Deputada questiona sanidade de Bolsonaro e ex-reitora sugere que apoiadores sejam contaminados


Em texto divulgado em suas redes sociais, a militar disse que o país precisa de trabalhos como o de porteiros, frentistas, zeladores, bancários, caminhoneiros, farmacêuticos e garis para funcionar.

“Porque eles são obrigados a trabalhar para seu conforto mesmo num momento desse, e você não? Isolamento social sim, mas para grupos de riscos”, disse.

Na noite desta terça-feira (24), o presidente da República, em pronunciamento em rede nacional, se posicionou contra confinamento dos cidadãos brasileiros, por conta do novo coronavírus.

Bolsonaro chegou a dizer que culpa da histeria em volta do pânico causado pelo coronavírus no Brasil é de parte da imprensa, defendeu a volta de crianças as salas de aulas, criticou medidas tomadas pelos governadores e voltou a comparar os sintomas do vírus a uma ‘gripezinha’.

As declarações, que vão na contramão das orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS) e das medidas tomadas por líderes de todos os países, acabou ganhando enorme repercussão negativa no meio político.

Em Mato Grosso, deputados, secretários de saúde, prefeitos e até o governador manifestaram contrários as declarações do presidente.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet