Olhar Direto

Segunda-feira, 25 de maio de 2020

Notícias / Política MT

Isolados, indígenas receberão dez mil cestas básicas da Funai

Da Redação - Isabela Mercuri

05 Abr 2020 - 11:12

Foto: Fred Stephan / Pinterest

Isolados, indígenas receberão dez mil cestas básicas da Funai
Isoladas em precaução à contaminação pelo novo coronavírus (COVID-19), comunidades indígenas de Mato Grosso receberão – inicialmente – dez mil cestas básicas em medida emergencial, pela Fundação Nacional do Índio. Muitas famílias que dependem do Bolsa Família e de comprar alimentos na cidade podem ficar desabastecidas.

Leia também:
Wellington Fagundes avalia MP de Bolsonaro como frágil e propõe taxar grandes fortunas
 
De acordo com a assessoria de Wellington Fagundes (PL-MT), o senador conversou via audioconferência com o presidente da Fundação Nacional do Índio (Funai), Marcelo Xavier para tratar do assunto, e classificou a situação como “extremamente preocupante”.
 
Inúmeras famílias da etnia Bororo, por exemplo, não saem de suas reservas e não permitem, neste momento, a entrada de pessoas, temerosos pela contaminação. “Logo, muitos estão enfrentando dificuldades para conseguir alimentos”, frisou o senador.
 
Também participou da audioconferência o secretário especial de Saúde Indígena do Ministério da Saúde, Robson Santos da Silva. A reunião foi acompanhada pelo prefeito de Barra do Garças, Roberto Farias; pelo vice-prefeito Welinton Marcos; e pelo vice-prefeito de Nova Xavantina, Ney Weliton; além do presidente da Associação Mato-grossense dos Municípios, Neurilan Fraga.
 
Fagundes pediu ao presidente da AMM atenção para definição de uma logística que possa ser eficiente no momento da distribuição das cestas básicas às comunidades indígenas em cada município. Da mesma forma, deve ocorrer para a entrega de medicamentos.
 
Para garantir maior agilidade na aquisição futura de cestas básicas, de forma aos alimentos chegarem mais rapidamente às aldeias, Neurilan sugeriu que a Funai repassasse os recursos às prefeituras, de acordo com o índice populacional indígena. Esse assunto, inclusive, segundo ele, também foi discutido com a deputada Professora Rosa Neide (PT-MT), que vem atuando em uma frente no Congresso Nacional destinada a tratar da questão das comunidades indígenas.

3 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Curupira
    05 Abr 2020 às 18:38

    É Joilson, é possível entender que a sua ausência de percepção é muito bem motivada... como bem já dito, é preciso aprender mais.

  • Avivah Ethel
    05 Abr 2020 às 16:51

    Joilson, seria um péssimo negócio entregar suas terras por que recebem auxílio do governo né! esconde preconceito sim porque todo pobre é sempre questionado sobre auxílios que recebem o que ninguém ousa fazer com outras categorias da elite que também recebem auxílios polpudos e bem recheados. Fazer esse tipo de questionamento é muita hipocrisia! povos indígenas não devem nada a ninguém e não tomaram nada de ninguém! não se apropriaram indevidamente do que não lhes pertencem! sugiro estudar a história dos povos indígenas para opinar com a devida propriedade.

  • Joilson
    05 Abr 2020 às 14:59

    Não tô entendendo...ou será q me perdi no tempo/espaço. Sem preconceito ou discriminação, mas índios pra mim, é aquele povo que mantém sua cultura, tradição, crenças, inclusive caçar, pescar, afinal tem sua terra pra isso, e não é pequena e é justo que seja assim. Indígena receber Bolsa Família, ser dependente do Estado, uai, então doem suas terras e venham pra cidade viver como o homem branco.

Sitevip Internet