Olhar Direto

Quarta-feira, 27 de maio de 2020

Notícias / Cidades

Coronavírus se espalha pelo interior e Mato Grosso chega a 76 casos confirmados

Da Redação - Isabela Mercuri

06 Abr 2020 - 17:18

Foto: Reprodução

Coronavírus se espalha pelo interior e Mato Grosso chega a 76 casos confirmados
Após passar sábado e domingo com 60 casos confirmados, Mato Grosso teve um aumento de 26,6% nesta segunda-feira (6), e os números chegaram a 76 confirmados em todo o estado. Destes, 13 estão hospitalizados. Há, também, onze recuperados. Os dados são da Secretaria de Estado de Saúde.

Leia também:
Prefeitura fecha rede de lojas de construção e denuncia seis casos suspeitos de COVID-19 na equipe
 
Em todo o Brasil, até a liberação do boletim,  foram 12.056 casos confirmados, com 553 óbitos, ou seja, uma taxa de letalidade de 4,6%. Em Mato Grosso, com apenas uma morte, esta taxa é de 1,32%. Há, também, 362 casos de síndrome respiratória aguda grave.
 
Os casos estão divididos entre as cidades: Cuiabá (43); Rondonópolis (6); Várzea Grande (5); Tangará da Serra (4); Sinop (4); São José dos Quatro Marcos (2); Cáceres (2); União do Sul (1); Sonora (MS – 1), São Paulo (SP – 1); Nova Mutum (1); Nova Monte Verde (1); Lucas do Rio Verde (1); Canarana (1); Campo Novo dos Parecis (1); Aripuanã (1); Alta Floresta (1).
 
Segundo a Secretaria de Estado, o caso do paciente residente em Sonora (MS) foi notificado pela Secretaria Municipal de Saúde de Rondonópolis, e o de São Paulo pela Secretaria Municipal de Saúde de Chapada dos Guimarães.
 
De todos os casos confirmados, 13 estão hospitalizados (10 em Unidades de Terapia Intensiva, UTIs, e três em enfermarias) e 63 estão em isolamento domiciliar. As mulheres correspondem a 61%, e os homens a 39%. A média de idade é de 44 anos, com um caso de idoso acima dos 81 anos, e um caso de criança menor de 5 anos.
 
A transmissão local aconteceu em Sinop, Cáceres, Tangará da Serra e São José dos Quatro Marcos, e a transmissão comunitária em Cuiabá, Várzea Grande e Rondonópolis.

13 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Sou Candidato?
    07 Abr 2020 às 11:36

    Secretário, enquanto esse vírus estiver em solo matogrossense o Sr permanece Secretário até 2022?

  • louis robert
    07 Abr 2020 às 10:11

    Ta monitorado de ms e sp porque veio de la .

  • Jandir Babo
    07 Abr 2020 às 07:40

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Henrique
    07 Abr 2020 às 00:55

    76-11 = 65 índice de curados é de quase 20% queria entender pq colocam como 76 se 11 já foram tratados.

  • Dos Santos
    06 Abr 2020 às 23:44

    Fora o rodizio de veículos, o prefeito da capital esta correto com relação as medidas duras que vem tomando. Cuiabá é o epicentro da contaminação do vírus no estado. Temos mais da metade de casos confirmados somente na capital. Não da para afrouxar as rédias e liberar todo o comercio iguais algumas cidades do interior, senão possivelmente, teremos uma tragédia por aqui.

  • lucia
    06 Abr 2020 às 23:33

    Delcio largar de ser iludido, Bolsonaro é o centro do universo tdo mundo contra ele até os países q defendem o isolamento social. Quanta ignorância affeee....

  • Lucas
    06 Abr 2020 às 23:20

    não sabia que são Paulo SP faz parte de mato grosso

  • Didi
    06 Abr 2020 às 23:13

    Pelo número de mortos divulgados pela Globo só resta eu que escrevi este comentário e você que acabou de ler.

  • Juliao Petruquio
    06 Abr 2020 às 21:11

    Casos de dengue aumentou este ano 300% em relação ao mesmo periodo do ano passado. Ja são mais de 19.000 infectados e 7 mortos desde janeiro. A população está se lixando pro Covid, uma doença nova que pode nao ser tao letal, mas ocupará os leitos destes que estiverem com dengue. Agora imagina tudo isso em setembro, epoca onde as queimadas chegam. A cena é de colapso total na saude publica tambem privada. Isso não é suposição.

  • Ava
    06 Abr 2020 às 20:27

    Aqui em Poconé já tem 2 casos confirmados que não estão nos dados

Sitevip Internet