Olhar Direto

Quarta-feira, 12 de agosto de 2020

Notícias / Política MT

Ex-secretário de Educação de Cuiabá diz que foi vítima de “jogo político e interesses dos grandes”

Da Redação - Érika Oliveira

23 Jun 2020 - 18:48

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Ex-secretário de Educação de Cuiabá diz que foi vítima de “jogo político e interesses dos grandes”
O agora ex-secretário de Educação de Cuiabá, Alex Vieira Passos, se manifestou por meio de nota sobre a 'Operação Overlap', da qual ele foi alvo na manhã desta terça-feira (23). Ele foi afastado do cargo após acusação de que teria recebido valores indevidos por meio de suas empresas, que foram contratadas para realizar obras da própria Pasta da qual ele comandava. A lavagem de dinheiro seria de pelo menos R$ 1 milhão.
 
Leia mais:
Secretário de Educação é alvo de operação da Polícia Civil por suspeita de lavagem de dinheiro
 
“Senti o gosto amargo do jogo político e interesses dos grandes. Deixo claro que o PCJ, MP e Poder Judiciário fizeram a sua parte. Portanto, continuo, sim, acreditando nestas respeitáveis instituições, pois sei que através delas a Justiça prevalecerá”, diz trecho da nota encaminhada por Alex à imprensa.
 
Um dos contratos investigados é o da construção de uma creche, localizada no bairro CPA III, em Cuiabá, em que a empresa de Alex seria a responsável por tocar o projeto. Durante as análises, encontrou-se uma possível duplicidade de itens licitados, totalizando R$ 249.451,00 em custos executados, que já constavam no contrato anterior. Porém, foram executados novamente de forma integral ou parcial.
 
A obra, que tinha custo inicial de de R$ 1.432.300,00, foi finalizada com um total de 2.304.570,74, uma diferença de R$ 872.270,74. O valor é 60% maior do que foi licitado no começo.
 
O nome Overlap indica a sobreposição de itens licitados, pois as investigações apontaram duplicidade nas licitações identificadas, fazendo com que o município pagasse duas vezes pelo mesmo serviço.
 
Além de Alex, o ex-secretário da Pasta, Rafael Cotrin, que deixou o posto em fevereiro de 2018 para que Vieira pudesse ser o novo gestor, na equipe do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), também foi alvo da operação.
 
Veja a íntegra da nota emitida pelo ex-secretário:
 
O jogo é bruto
 
Hoje, acordei com sentimento amargo na boca.
E a dúvida é: se todo o progresso à frente da gestão pública municipal foi em vão?!
Ao receber a decisão cautelar (decisão judicial não se discute e, sim, se cumpre), me deu a sensação de que tudo o que fiz à frente de um órgão público, o qual impacta e influencia, diretamente, a vida de 50 mil famílias cuiabanas, nada teve de avanço.

Senti o gosto amargo do jogo político e interesses dos grandes. Deixo claro que o PCJ, MP e Poder Judiciário fizeram a sua parte. Portanto, continuo, sim, acreditando nestas respeitáveis instituições, pois sei que através delas a Justiça prevalecerá.

A minha origem profissional é a iniciativa privada, seguindo o caminho e o sonho dos meus pais. Ao longo dos anos, constitui minha empresa e meu escritório jurídico, que são minhas conquistas.
Desta forma, tudo o que sou, tudo que possuo são frutos do meu trabalho junto às mesmas, e não de um cargo público de caráter provisório, assumido junto a este Município.
 
Apesar do desligamento de forma abrupta, tenho a plena convicção que fiz o meu melhor.
Levo comigo a certeza de que a educação municipal cuiabana cresceu muito e não perde nem um pouco ao ensino particular, estando pronta para crescer ainda mais.
 
Seus servidores, sem exceção, são honestos, aos quais agradeço de coração!! Agradeço, ainda, o prefeito por ter acreditado.
Tenho a fé de que tudo, ao seu tempo, será esclarecido.
Força, Foco e Fé!!!!
 
Alex Vieira Passos, Advogado e Empresário, Casado, Pai, Filho, Irmão e Amigo.

5 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • rodrigo
    24 Jun 2020 às 13:16

    Pensei que ele iria explicar duas coisas: porque a obra dele se arrasta há quase 08 anos e teve um aditivo de 60% quais a provas que ele tem contra o superfaturamento... só isso

  • cidão
    24 Jun 2020 às 08:56

    Isso que dá colocar amigos nos cargos que mereçam conhecimento técnico aprofundado. O cara não sabe que obra nova segundo a 8666 só pode aditivar 25% e reforma 50%. O cara vai aditiva 60%. É muito olho gordo. Daqui a pouco ele vai descobrir que onde fica a "casa dos inocentes".

  • Mário
    24 Jun 2020 às 06:14

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Ljuluo
    23 Jun 2020 às 21:59

    É, deu ruim e o projeto político foi pro buraco

  • Jv
    23 Jun 2020 às 20:41

    Na hora do aperto eu não sei de nada as empresas foram minhas e agora não são mais..Enfim tudo e fofoca ....Eu sou um anjo...

Sitevip Internet