Olhar Direto

Domingo, 27 de setembro de 2020

Notícias / Cidades

Ex-agente da Pastoral da Terra foi morto por impedir caça de animais silvestres em sua propriedade

Da Redação - Fabiana Mendes

06 Ago 2020 - 15:20

Foto: Reprodução

Valdinei foi encontrado morto, em avançado estado de decomposição.

Valdinei foi encontrado morto, em avançado estado de decomposição.

A Polícia Civil prendeu, nesta terça-feira (4), um homem suspeito de matar Edmar Valdinei Rodrigues Branco, de 59 anos, ex-agente da Comissão Pastoral da Terra (CPT), encontrado na Gleba Jangada Roncador, zona rural de Chapada dos Guimarães (a 60 quilômetros de Cuiabá), em abril do ano passado. O crime seria motivado por desavenças entre o suspeito e a vítima relacionadas à caça de animais silvestres na região.

Leia mais:
Ex-agente da Pastoral da Terra é encontrado morto em zona rural

O corpo da vítima, que era conhecida como "Hippie",  foi localizado no dia 24 de abril de 2019, em avançado estado de decomposição, em sua propriedade rural. Durante as investigações, os policiais da Delegacia de Chapada dos Guimarães levantaram informações sobre a existência de atritos entre a vítima e o suspeito, uma vez que o ambientalista era contra a caça de animais em sua propriedade, fato que era praticado pelo investigado.

Outra evidência seria o fato de o projétil de arma de fogo que estava alojado na cabeça da vítima ser identificado como compatível com arma de fogo tipo longa, relacionado ao hábito do suspeito de portar armas para caçar animais silvestres na região.

Com base nas investigações, o delegado Hércules Batista Gonçalves representou pelos mandados de prisão temporária e de busca e apreensão contra o suspeito, necessárias para dar continuidade ao trabalho investigativo.

As ordens judiciais foram decretadas pela Justiça e cumpridas na terça-feira na propriedade rural do suspeito em Chapada dos Guimarães. O suspeito já havia se desfeito da possível arma utilizada no crime, que posteriormente foi localizada na casa de um terceiro.

As investigações continuam em andamento e o inquérito deve ser finalizado nos próximos dias.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet