Olhar Direto

Sexta-feira, 15 de janeiro de 2021

Notícias / Cidades

PF apreende R$ 400 milhões entre aeronaves, imóveis e veículos de luxo de alvos de operação

Da Redação - Wesley Santiago

23 Nov 2020 - 07:30

Foto: Assessoria

PF apreende R$ 400 milhões entre aeronaves, imóveis e veículos de luxo de alvos de operação
A 'Operação Enterprise', deflagrada nesta segunda-feira (23), pela Polícia Federal, em parceria com a Receita Federal, tem como objetivo além do cumprimento de mandados de prisão em Mato Grosso e outros Estados, também a apreensão de diversos bens avaliados em R$ 400 milhões. O grupo seria especializado no  envio de cocaína para a Europa.

Leia mais:
PF e Receita Federal cumprem mandados contra acusados de lavagem de dinheiro do tráfico internacional de drogas

Dando sequência ao cumprimento da diretriz de desarticulação patrimonial do crime organizado, estão sendo sequestrados aproximadamente R$ 400 milhões em bens do narcotráfico, sendo a maior operação do ano em sequestro patrimonial, consubstanciados em aeronaves, imóveis e veículos de luxo, havendo a expectativa de que novos bens sejam identificados após o cumprimento dos mandados de busca e apreensão.

Esta é considerada a maior operação do ano no combate à lavagem de dinheiro do tráfico de drogas e uma das maiores da história na apreensão de cocaína nos portos brasileiros, uma vez se tratar de uma organização criminosa (ORCRIM) especializada no envio de cocaína para a Europa.

Na data de hoje, cerca de 670 policiais federais e mais 30 servidores da Receita Federal cumprem 149 mandados de busca e 66 mandados de prisão nos estados do Paraná, Santa Catarina, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Pará, Minas Gerais, Rio Grande do Norte, Bahia e Pernambuco. As medidas foram expedidas pela 14ª Vara Federal de Curitiba.  

Em continuidade às ações de cooperação internacional, foram expedidas, ainda, difusões vermelhas na Interpol para a prisão de oito investigados que estão no exterior, bem como a identificação e sequestro de bens em outros países.

O nome da operação faz alusão à dimensão da organização criminosa investigada, que atua como um grande empreendimento internacional na lavagem de dinheiro e exportação de cocaína, o que trouxe alto grau de complexidade à investigação policial.

Outros detalhes devem ser repassados pela Polícia Federal ainda na manhã desta segunda-feira. 

Comentários no Facebook

Sitevip Internet