Olhar Direto

Segunda-feira, 08 de março de 2021

Notícias / Cidades

Governo entrega 8 escolas novas e 7 reformadas no 1º semestre deste ano

Da Redação - Fabiana Mendes

27 Jan 2021 - 14:29

Foto: Seduc-MT

Governo entrega 8 escolas novas e 7 reformadas no 1º semestre deste ano
Governo do Estado entrega, no primeiro semestre deste ano, os prédios de oito novas escolas além da reforma geral, com ampliações, de mais sete unidades. Os investimentos são feitos pelo Programa Mais MT e somam R$ 56.726.723,72.

Leia mais:
Mato Grosso é o quarto estado com maior taxa de abstenção no Enem

As 15 obras acontecem em Cuiabá, Várzea Grande, Sinop, Rondonópolis, Lucas do Rio Verde, Barra do Bugres, Jaciara, Nobres, Tangará da Serra, Canarana, Nova Xavantina e Itanhangá.

De acordo com a Secretaria de Estado de Educação de Mato Grosso (Seduc-MT), as primeiras entregas previstas são das escolas estaduais Mário de Castro (Cuiabá), Vereador Bento Muniz (Tangará da Serra), Arlete Maria da Silva (Várzea Grande), Marechal Dutra (Rondonópolis), 31 de Março (Canarana) e Coronel Vanique (Nova Xavantina).

Secretário de Estado de Educação, Alan Porto enfatiza que a ambiência adequada destas novas escolas fará com que o nível de aprendizagem dos alunos seja cada vez maior, impactando, de forma positiva, no Índice de Desenvolvido da Educação Básica de Mato Grosso (Ibed).

“Vamos entregar novas escolas, com todas as salas de aula climatizadas, mobiliário novo e espaço adequado para os estudantes realizarem suas atividades físicas, com segurança. Com um ambiente melhor para professores e alunos, não tenho dúvidas que o resultado para o ensino será positivo”.

A maior obra é o novo prédio da Escola Estadual Dr. Mário de Castro, no bairro Pedra 90, em Cuiabá, onde serão atendidos cerca de 1.700 estudantes. A escola conta com 16 salas de aulas, laboratórios, refeitório e uma quadra poliesportiva. O Governo do Estado investiu R$ 7.831.454,23 de recursos próprios no prédio que se torna modelo. Será a primeira escola a implantar o programa Profissão 4.0.

A nova escola contempla também laboratórios de física, química, informática e biblioteca, refeitório, cozinha, parte administrativa (sala dos professores, coordenadoria, diretoria, secretaria, arquivo, copa e sanitários).

A escola está toda adaptada para atender alunos com deficiências. Além da parte de infraestrutura, a escola também terá mobiliários e equipamentos totalmente novos e terá todas as salas de aula climatizadas.

Diretora da escola, Francislene Goya afirma que todos estão muito ansiosos, porque sabem que a unidade será referência na região. “Aqui temos toda a estrutura necessária para a prática pedagógica. E uma estrutura desta motiva mais, inspira”, enfatizou.

Goya aposta que a escola terá uma demanda cada vez maior por matrículas, mas antecipa que para este ano não há mais vagas.

Presente de 30 anos

Também está próximo de ser entregue o novo prédio da Escola Estadual Vereador Bento Muniz, localizada no bairro Altos do Tarumã, em Tangará da Serra. Na unidade foram investidos R$ 3.720.114,31 do Governo do Estado e R$ 1,91 milhão em recursos federais.

A nova escola tem 12 salas de aula, refeitório, cozinha, parte administrativa, banheiros, instalação hidrossanitária e drenagem, instalações elétricas, instalações de segurança e prevenção e combate a incêndio e pânico, além de adequações de acessibilidade. A escola terá ainda quadra poliesportiva coberta e todo o mobiliário e equipamentos novos.

A unidade de ensino tem 30 anos de existência e a comunidade considera o prédio novo um presente pelas três décadas de trabalho na educação.

Atualmente, a escola atende aproximadamente 500 alunos do 2º ao 9º ano do ensino fundamental e 1º ano do ensino médio, nos períodos matutino e vespertino. Com o novo prédio, a escola terá capacidade para atender 720, suprindo a demanda de vagas na região.

Em Várzea Grande, a Escola Estadual Arlete Maria da Silva, no bairro Asa Bela, também completou 30 anos, passou por uma reforma geral e ampliação. Há anos a comunidade aguarda pelas melhorias. Os últimos 10 anos foram os mais difíceis já que as reformas foram iniciadas e paralisadas várias vezes. Os alunos da unidade estavam sem quadra poliesportiva há uma década e, mesmo assim, conseguiram vencer vários campeonatos estudantis, treinando nas quadras das praças.

Na escola foram investidos R$ 2.583.552,83. Os alunos da região vão contar com 11 salas de aula, biblioteca, laboratório de informática, refeitório, quadra de esportes e acessibilidade para pessoas com deficiência. A capacidade é para cerca de mil alunos em três turnos.

A diretora da unidade, Maria Fernanda Gazeta afirma que a reforma era o sonho de toda a comunidade e que representa uma conquista muito grande. “Essa escola vai ser a mais bonita de Várzea Grande”, comemora.

Obras retomadas

Em Rondonópolis, o governo investiu R$ 4.802.492,44 na reforma e ampliação da escola Marechal Dutra. Fundada em 1953, a escola necessitava de melhorias. Serão 16 salas de aula além de toda infraestrutura para professores.

Em Canarana, a reconstrução da Escola Estadual 31 de Março teve o investimento de R$ 3.072.096,10. O Governo investiu R$ 2,5 milhões e o restante foi contrapartida do município.

Além das 16 salas de aula, a nova estrutura irá contar com refeitório, banheiros, espaço para a parte administrativa. A quadra poliesportiva, já existente no local, passou por uma ampla reforma.

Outra obra prevista para ser entregue em breve é a da Escola Estadual Coronel Vanique. Foram R$ 1.482.335,57 de investimento na reforma geral da unidade que fica em Nova Xavantina.

Também na reta final está a reforma geral da Escola Júlio Müller, em Barra do Bugres. O investimento foi de R$ 3.319.614,40.

Há mais de quatro anos um incêndio destruiu toda a parte administrativa desta unidade. A reforma está recuperando tudo o que foi destruído e ainda atinge os banheiros, refeitório, troca de todas as instalações elétricas e hidráulicas, recuperação e pintura da quadra poliesportiva.

Para março, a previsão é que mais três unidades estejam prontas, como é o caso da Escola Estadual Nova Jardim das Orquídeas, em Sinop. Serão 18 salas de aula, quadra poliesportiva, além de toda a infraestrutura necessária. Nesta escola, que teve as obras retomadas em julho de 2019, o investimento será de R$ 6.067.107,00.

A nova unidade escolar terá cerca de 1.600 novas vagas em três turnos, ampliando de forma significativa a oferta de matrículas tanto no Ensino Fundamental como no Ensino Médio.

As reformas e ampliações das escolas Hermelinda de Figueiredo e Cleinia Rosalina de Souza, em Cuiabá, também estão previstas para ser entregues em março. Nas duas unidades o Governo do Estado investiu R$ 4.919,821,76.

As próximas

Para junho, as inaugurações serão em Lucas do Rio Verde – escola Tarsila do Amaral – e em Rondonópolis – escola Maria Tereza.

A Escola Tarsila do Amaral ganha novo prédio com dois blocos, com 16 salas de aula, laboratórios, quadra poliesportiva. Os mobiliários e equipamentos serão totalmente novos. A nova unidade escolar atenderá cerca de 1.400 alunos dos Anos Finais do Ensino Fundamental e alunos do Ensino Médio. O valor investido na unidade é R$ 8.528.354,27.

Já na escola do bairro Maria Tereza, serão investidos R$ 4.802.492,44. A ordem de serviço para retomada das obras, que estavam paralisadas há sete anos, foi assinada em fevereiro do ano passado. O novo prédio terá capacidade para atender 960 alunos e vai abrigar a Escola Estadual Militar Tiradentes Major PM Ernestino Veríssimo da Silva.

Serão 16 salas de aula, laboratório de informática e biblioteca, cozinha, refeitório, banheiros e vestiários, praça de recreação e urbanização, parte administrativa e quadra poliesportiva coberta, além de receber todo o mobiliário e equipamentos novos.
Sitevip Internet