Olhar Direto

Segunda-feira, 21 de junho de 2021

Notícias | Cidades

INTERNADA EM SÃO PAULO

Reinfectada pela Covid, Virginia apresenta melhora e deve ter alta de hospital nesta semana

Foto: Reprodução

Reinfectada pela Covid, Virginia apresenta melhora e deve ter alta de hospital nesta semana
A primeira-dama do Estado, Virginia Mendes, utilizou suas redes sociais, nesta segunda-feira (15), para informar que o seu quadro de covid-19 melhorou e que deve ter alta do hospital ainda nesta semana. Na última quarta-feira (10), quando foi transferida para a capital de São Paulo, Virginia relatou “situação desesperadora” e falta de ar.

Leia mais:
Reinfectada pela Covid, Virginia Mendes relata "situação desesperadora" e falta de ar

“Graças a Deus já estou bem melhor, me recuperando gradativamente da reinfecção da Covid-19. A equipe médica que me acompanha tem cuidado muito bem de mim, e devo ter alta do hospital essa semana, se Deus quiser”, afirmou a primeira-dama em sua conta no Instagram.

Virginia aproveitou a oportunidade para fazer um pedido à população mato-grossense durante o carnaval. Na publicação, ela pediu para que as pessoas seguissem as recomendações de biossegurança, como uso de máscaras todos os dias e álcool em gel nas mãos.

“Sei que nessa época de Carnaval muitas pessoas querem sair de casa, mas ainda estamos vivendo uma pandemia do novo coronavírus e os casos têm crescido muito. A nossa vida é muito preciosa e teremos muito tempo para curtir, então vamos continuar seguindo as recomendações, usando máscara todos os dias, lavando as mãos ou passando álcool em gel e nos protegendo e cuidando dos outros também”.

Esta é a segunda vez que a primeira-dama do Estado é infectada pelo novo coronavírus. A confirmação foi dada logo no início de Fevereiro, quando o governador Mauro Mendes (DEM), informou à imprensa durante uma coletiva. Na ocasião, o chefe do executivo afirmou que sua filha Maria Luiza, de seis anos, também estava com Covid-19, assim como a colaboradora da família, Maria Vitória.

A melhor de Virginia, como ela própria descreveu, está sendo gradativa. Na última quarta-feira, a primeira-dama relatou que a recuperação tem sido mais difícil do que da primeira vez que foi contagiada, em setembro de 2020. Entre os sintomas apresentados, ela citou a falta de ar, que tem causado um sensação angustiante e de desespero

Comentários no Facebook

Sitevip Internet