Olhar Direto

Sexta-feira, 18 de junho de 2021

Notícias | Cidades

Investigações prosseguem

Droga transportada de MT também teria Europa como destino; patrimônio apreendido supera R$ 20 milhões

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Droga transportada de MT também teria Europa como destino; patrimônio apreendido supera R$ 20 milhões
A Polícia Federal investiga se a droga que vinha da Bolívia, era concentrada em Mato Grosso e seguia para distribuição em São Paulo, também era enviada para a Europa. O inquérito deverá ser um desdobramento da ‘Operação Grão Branco’, deflagrada nesta quinta-feira (06), com objetivo de desarticular uma organização criminosa atuante no tráfico internacional de drogas, com o uso de aeronaves. O patrimônio apreendido, antes da operação, já era superior a R$ 20 milhões.

Leia mais:
'Gerentes do tráfico' armazenavam drogas em fazendas de MT e mandavam entorpecentes em cargas de grãos
 
“Nós ainda estamos investigando, mas há indícios de que esta droga que vinha da Bolívia para Mato Grosso e depois para São Paulo, ia para Europa. Os trabalhos seguem para obtermos mais detalhes sobre isto”, explica o delegado da Polícia Federal, Adair Gregório.
 
Questionado se os responsáveis por enviar esta droga para a Europa seriam pessoas de outro grupo, o delegado limitou-se a dizer que isto ainda está sendo investigado pela Polícia Federal.
 
Antes da operação ser deflagrada, mais de R$ 20 milhões em bens haviam sido sequestrados ou apreendidos. Com a ação iniciada nesta quinta-feira, é possível que este valor suba consideravelmente.
 
“É muito importante a descapitalização destas pessoas. Não queríamos apenas apreender as drogas ou os caminhões. Não é suficiente para cessar. Precisávamos chegar no líder e apreender patrimônio. Conseguimos fazer isto e com ajuda de vários órgãos de segurança”, pontuou o delegado.
 
No total, foram cumpridos nesta quinta-feira 110 mandados judiciais, nos estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Tocantins, Amazonas, Maranhão, Pará, Rio Grande do Sul, Paraná e São Paulo. Entre as ordens há 38 de prisão e 72 de busca e apreensão, expedidos pela 1ª Vara da Justiça Federal de Cáceres/MT.
 
A Justiça Federal determinou, também, a busca e apreensão de 10 aeronaves e o sequestro de todos os bens de 103 pessoas físicas e jurídicas investigadas. O valor total de bens sequestrado está sendo apurado.
 
As investigações tiveram início em janeiro de 2019, quando a Polícia Federal e o Grupo Especial de Fronteira – Gefron de Mato Grosso, apreenderam 495 kg de cocaína no município de Nova Lacerda/MT. No curso da operação, foram realizados mais de 10 flagrantes com apreensão de aproximadamente 04 toneladas de cocaína, aeronaves e veículos utilizados no transporte e a prisão de mais de 20 pessoas envolvidas com o crime.
 
Em razão da complexidade da operação, além da atuação da Polícia Federal, foi necessário o apoio da Força Aérea Brasileira, GEFRON/MT, PRF, PC/MT, PM/MT, PM/MS e PM/SP.
 
O nome da Operação “GRÃO BRANCO” deve-se ao transporte de grãos (soja, milho) do Estado de Mato Grosso para São Paulo para justificar as viagens das carretas que transportavam a cocaína.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet