Olhar Direto

Sexta-feira, 30 de julho de 2021

Notícias | Picante

Homofobia é crime

Padre Julio Lancelotti defende jornalistas contra comentários de pároco de Tapurah

Foto: Reprodução / Instagram

Homofobia é crime
O padre Julio Lancelotti fez uma publicação em seu Instagram contrário à pregação do padre Paulo Antônio Muller da Paróquia Nossa Senhora de Tapurah (451 km de Cuiabá), que fez críticas e comentários homofóbicos no último domingo (13), enquanto celebrava a missa em uma transmissão online no Facebook. Na ocasião, ele chamou Erick Rianelli, assim como seu marido, Pedro Figueiredo, ambos jornalistas da TV Globo, de “viadinho”, devido à declaração feita pelo repórter ao companheiro no Dia dos Namorados (12), enquanto encerrava a edição do RJTV. O Padre Julio Lancelotti escreveu em suas redes sociais, na última quarta-feira (16): “Solidariedade ao jornalista Pedro Figueiredo e a Erik Rianelli. Homofobia é crime”. Padre Julio Lancelotti exerce a função de pároco da paróquia de São Miguel Arcanjo no bairro da Mooca, na cidade de São Paulo. Além da paróquia, o padre também é responsável pelas missas realizadas na capela da Universidade São Judas Tadeu, situada na mesma rua. Ele também é conhecido pelos trabalhos sociais e de acolhimento que faz com pessoas em situação de rua em São Paulo.

Mais Picantes

Sitevip Internet