Olhar Direto

Terça-feira, 19 de outubro de 2021

Notícias | Política MT

Todas as categorias

Aposentados citam ‘vaquinhas’ para ajudar colegas e pedem reunião com Mauro para debater previdência

Foto: Reprodução

Aposentados citam ‘vaquinhas’ para ajudar colegas e pedem reunião com Mauro para debater previdência
Os servidores estaduais aposentados reivindicam nova reunião do Conselho da Previdência com o governador Mauro Mendes (DEM) para discutir o projeto de alíquota previdenciária para todas as categorias. Na última quarta-feira (29) o conselho decidiu manter o projeto de isenção para aqueles que ganham até o dobro do teto do INSS, mas somente os aposentados com doenças incapacitantes.

Leia também:
Botelho diz que se governo e conselho não se entenderem, AL deve votar ‘PEC’ com rebate para aposentados

De olho na retomada das atividades da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), depois de recesso, o grupo de aposentados pede celeridade nas apreciações. “Estamos vivendo à mercê de promessas de que o valor seria reduzido e nada acontece. Pedimos para o governador e os deputados não se esqueçam de que estão lá para tomar decisões em nome do bem coletivo”, diz a professora aposentada Cleci Machado.

Ao ressaltar a urgência de uma nova reunião, Cleci destaca a situação na qual se encontram muitos de seus colegas. “Ultimamente temos feito vaquinha para conseguir ajudar aposentados com doenças graves, inclusive com alimentação. Mas a situação está tão difícil, que nem isso tem sido possível fazer mais”, completa.

Os aposentados pedem também que o presidente da ALMT, Max Russi, o presidente da Comissão Especial de Previdência da AL, Eduardo Botelho, e o presidente do MT-Prev, Elliton de Souza, os ajudem a mobilizar o governador para marcar a reunião o quanto antes. 

O debate da última quarta-feira (28) dizia respeito ao projeto de lei (PL) que isenta a alíquota a aposentados com doenças graves nos casos em que os proventos totalizem o dobro do teto do INSS, na ordem de R$ 12,2 mil. Agora deve entrar em pauta o PL dedicado aos demais servidores, que prevê isenção da alíquota sobre valores até três salários mínimos para aqueles que recebem até R $9 mil.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet