Olhar Direto

Terça-feira, 30 de novembro de 2021

Notícias | Cidades

Casamento Abençoado

“Pensei que seríamos testemunhas de um casal no cartório, mas quando cheguei lá, a noiva era eu”, diz mulher surpreendida

Foto: Reprodução

“Pensei que seríamos testemunhas de um casal no cartório, mas quando cheguei lá, a noiva era eu”, diz mulher surpreendida
Como nos votos entre noivos “na alegria e na tristeza, na saúde e na doença...” a história da Leidiane Pereira Correa (29) e Jodnir Duarte (54) teve início.  O casal deve se unir em matrimônio na tarde desse domingo (10), no Casamento Abençoado, ação do Governo do Estado.

Leia também
Sem água na torneira, moradores da segunda maior cidade de MT recorrem a poços para necessidades básicas


Ela tinha sido abandonada pelo seu ex-marido ao descobrir um câncer de mama e gestante, com 22 anos na época. Ao iniciar o tratamento contra a doença, teve o apoio de muitas pessoas, já que a sua história ficou conhecida na internet. “Até fizeram vaquinha porque o meu ex-marido me deixou sem nada”, relata.

Mas foi em meio a este turbilhão que ela encontrou o amor, através do Jodnir. “Ele foi para me ajudar como as outras pessoas e ficou na minha vida. Primeiro como um amigo, uma pessoa prestativa que ficava o tempo todo querendo saber como que eu estava. A gente foi se conhecendo e tendo um carinho um pelo o outro, era somente amizade e nisso minha barriga foi crescendo ao mesmo tempo em que eu fazia o tratamento de câncer”, lembra.

Passado o nascimento do filho, a sua saúde foi piorando e com isso as opiniões médicas não eram favoráveis à sua recuperação, mas que nunca deram espaço para pensamentos negativos. Ela ainda revelou que seu noivo assumiu a figura paterna para o seu primogênito.

“Ele disse que queria cuidar dele e depois de um tempo fui pedida em namoro. De primeira eu não aceitei, pelo fato do outro ter me abandonado daquele jeito, falando que que ele não ia ficar com uma mulher sem seio. Jodnir realmente me amou não pela aparência porque ele me conheceu num momento muito difícil da minha vida. O médico falava dessa semana ela não passa e ele sempre ao meu lado. Nunca desistiu de mim, sempre teve confiança que eu ia sobreviver que a gente ia continuar a nossa história”, recorda.

Mas o tempo passou e já se foram seis anos de relacionamento, com o sonho do casamento ainda presente. Com a ação do Casamento Abençoado, Jodnir fez a maior surpresa para a sua amada: se inscreveu para participar do evento. A inscrição do casal foi em sigilo e a noiva só soube quando precisava comparecer ao cartório.

“A desculpa era de que seríamos testemunhas de um casal no cartório, mas quando cheguei lá, a noiva era eu. Foi muito bonito e emocionante para mim, um dos dias mais bonito da minha vida. E no dia dez eu estarei vestida de noiva e realmente casada com ele. O casamento é a base, a partir do momento que a gente sela os votos naqueles papéis é a demonstração de que um estará ali para o outro para sempre”, recorda Leidiane emocionada.

Para os noivos, a realização desta ação é muito importante, já que muitas pessoas não têm condições financeiras para selar a união. Ressaltam ainda que o Governo do Estado está de parabéns pelo trabalho, pois está fazendo um papel muito bonito e útil para vários casais.

CASAMENTO ABENÇOADO

O Casamento Abençoado é uma ação coordenada pela primeira-dama de Mato Grosso, Virginia Mendes, por meio da Unidade de Ações Sociais e Atenção à Família (UNAF), e execução direta da Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setacs) e tem objetivo oportunizar de forma gratuita aos casais, com renda total de até três salários mínimos e cadastrados no CADÚnico, a segurança jurídica por meio da regularização civil matrimonial, além de possibilitar o fortalecimento da união familiar. Mais de 1.150 casais que se uniram em matrimônio no Casamento Abençoado, na tarde desse domingo (10.10).
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet