Olhar Direto

Sexta-feira, 26 de novembro de 2021

Notícias | Cidades

ENTRARAM PELA PORTA DA FRENTE

Adolescentes arrombam apartamento em condomínio de luxo e roubam R$ 500 mil em joias

Adolescentes arrombam apartamento em condomínio de luxo e roubam R$ 500 mil em joias
A Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (DERF) investiga um furto de meio milhão em joias ocorrido no Edifício Premiato, no bairro Duque de Caixas, em Cuiabá. Dois adolescentes foram vistos pelas câmeras de segurança adentrando o local pela entrada principal, após liberação da própria portaria do condomínio de luxo. 

Leia também:
Assembleia rejeita alíquota de 17% para gasolina e aprova pacote de redução de ICMS

O crime ocorreu no dia 8 de julho deste ano, depois que a fisioterapeuta e empresária Deise Regina, a irmã e uma amiga saíram do imóvel por volta das 12h10.

Posteriormente, Deise foi almoçar e seguiu para o trabalho. Já a irmã e a colega retornaram ao condomínio às 15h30, ocasião que se depararam com a porta fechada. Como não são moradoras, pensaram que o vento poderia ter travado a porta e foram para a área de lazer passar o tempo.

No entanto, por volta das 16h45, quando subiram novamente, encontraram a porta arrombada e a irmã ouviu a geladeira apitando. Deise chegou em casa 17h30 se deparou com a cena, que até hoje não consegue esquecer.

O apartamento estava completamente revirado e ao vistoriar o imóvel, percebeu que vários pertences teriam sido levados. A dupla furtou joias em ouro, cristais, óculos, perfumes, bolsas, roupas, entre outros itens com alto valor afetivo para a empresária. Deise tinha joias que ganhou do falecido marido, de amigos e até itens usados pela filha no aniversário de 15 anos.



Foram quatro meses esperando por uma resposta sobre o caso até que ela resolveu procurar a imprensa e relatar o furto, que até então, seria de conhecimento apenas dos moradores do prédio com 56 apartamentos.

Nas câmeras de segurança foi possível observar que os adolescentes entraram pela entrada principal depois que uma funcionária permitiu. Na época, trabalhadores também realizavam a pintura no edifício e outros três apartamentos estariam em obra.

A dupla saiu caminhando normalmente com uma mala furtada do imóvel pelo mesmo local que entrou. A menina e o menino chegaram a trocar de roupa e pegar peças dos moradores do apartamento.



Ao longo da investigação, que ainda está em andamento, várias pessoas foram ouvidas, inclusive a funcionária que liberou a entrada. Porém, não houve indícios de que ela poderia ter participado do furto. 

A conclusão da Polícia Civil é de que os assaltantes seriam parte de uma quadrilha que atua em São Paulo e Minas Gerais. Mas em Cuiabá haveria uma pessoa responsável por gerenciar os bandidos. 

Traumas

Os objetos levados do imóvel de Deise fazem parte da história da vida dela. A empresária chegou a fazer uso de medicação e ganhou 15 quilos depois do crime que a deixou traumatizada.

“Eu engordei 15 quilos, foram noites sem dormir, uma tristeza da alma. Foram levados todos os presentes que ganhei do meu ex-marido falecido. Aliança, porta aliança, anéis, coisas dos meus filhos que mandei arrumar, levaram tudo...”, lamenta.

A empresária pontua que houve negligência por parte do condomínio. Deise chegou inclusive a ser removida do grupo do WhatsApp por conta de seus posicionamentos.  

Embora a fisioterapeuta não acredite que vá recuperar suas joias, ela quer que o crime seja solucionado e os envolvidos no furto sejam identificados, para que eles não façam novas vítimas. 



 
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet