Olhar Direto

Domingo, 07 de agosto de 2022

Notícias | Política MT

Convenção estadual

PT exclui Tigresa e lança dez nomes à ALMT e cinco à Câmara Federal; veja lista

Foto: Reprodução

Ester Caroline travou batalha jurídica para conseguir se filiar ao PT

Ester Caroline travou batalha jurídica para conseguir se filiar ao PT

O Partido dos Trabalhadores (PT) oficializou, em convenção na manhã desta sexta-feira (5), seus nomes nas chapas proporcionais, a deputados estaduais e federais. Na lista não consta Ester Caroline, a ‘Tigresa VIP’, que vinha tentando viabilizar uma candidatura à Assembleia Legislativa. A ata, no entanto, ainda precisa ser registrada para ter validade. 

Leia também:
Mauro diz que soube de apoio de Fávaro a Márcia pelo Instagram: “No mínimo é uma grande ingratidão”

Na chapa a federal os principais nomes são os da deputada federal Rosa Neide, que já tem mandato, e do ex-juiz federal Julier Sebastião. Também estão na lista Francisca Alda Ferreira de Lima, de Tangará da Serra; Nilton José de Macedo (da Federação dos Trabalhadores na Agricultura em Mato Grosso) e Marcelo Beduchi (ex-prefeito de Comodoro).

Já na chapa a estadual os destaques são para os atuais deputados Lúdio Cabral e Valdir Barranco, que tentam reeleição, a vereadora de Cuiabá Edna Sampaio e a indígena Bakairi Eliane Xunakalo. Também estão na lista a vereadora Graciele, de Sinop; Fanize Albuês, professora de Cuiabá, Henrique Lopes é do Fórum Sindical, Altir Peruzzo, de Juína; Marcos de Moraes Gomes, de Rosário Oeste, e Zé Airton, de Alto Araguaia.

Como está em federação com o PT, PV e PCdoB, o PT não pode lançar chapa completa. No total, foram dez nomes a estadual e cinco a federal. O PV deve lançar 12 nomes à ALMT, e o PCdoB, três nomes. Já à Câmara Federal o PV deve lançar dois nomes, e o PCdoB, também dois.

Imbróglio da filiação 

No dia 30 do mês de março de 2022, Ester realizou sua filiação ao Partido dos Trabalhadores, por meio do sítio eletrônico da agremiação. A filiação na sigla foi deferida. Contudo, em dia 18 de abril de 2022, último dia do prazo reservado aos partidos políticos para inserir os dados de filiados, houve uma suposta “votação”, dirigida pela Secretária de Organização do PT-MT, cuja decisão resultou na suspensão da filiação. 
  
Com o desejo de continuar na sigla, Tigresa apresentou recurso ao Diretório Nacional do Partido dos Trabalhadores, requerimento que foi negado. “Dessa sorte, no intuito de que sejam preservados o devido processo legal, o contraditório, a ampla defesa e seus direitos de filiada, violados por perseguição preconceituosa por parte dos dirigentes do PT/MT, a Autora recorre ao Poder Judiciário, para que seja mantida a sua filiação”, diz trecho dos autos. 
   
Em sua decisão, o juiz eleitoral Alexandre Paulichi Chiovitti apontou possível cerceamento de defesa, pois Tigresa não foi informada ou intimada sobre votação que anulou desfiliação. 
  
“Diante do exposto, defiro o pedido de antecipação de tutela, determinando que o PT de Barão de Melgaço submeta a lista de filiados pelo Sistema Filia, no prazo de 3 (três) dias, sob pena de desobediência, na qual deverá constar o nome da Requerente Ester Caroline Henrique Bonometo Pessatto como filiada ao respectivo Partido (data de filiação em 02/04/2022)”. 

Tigresa, então, foi filiada, mas a pré-candidatura não foi confirmada pelos dirigentes partidários, nem pelo presidente da sigla, Valdir Barranco (PT). Na convenção desta sexta-feira (5), o nome da atriz também não constava na lista. 
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet
x