Olhar Direto

Segunda-feira, 22 de abril de 2024

Notícias | Brasil

‘MARCHA PRA BRASÍLIA’

Empresários que tiveram contas bloqueadas pelo TSE doaram quase R$ 1 milhão à campanha de Bolsonaro

Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto

Empresários que tiveram contas bloqueadas pelo TSE doaram quase R$ 1 milhão à campanha de Bolsonaro
Ao menos 20 empresários de Mato Grosso, que estão sendo investigados pelo Superior Tribunal Eleitoral (TSE), doaram juntos quase um milhão à campanha presidencial de Jair Bolsonaro (PL). Os empresários tiveram suas contas bloqueadas e terão que prestar esclarecimentos à Corte Eleitoral, além de pagar multa de R$ 100 mil por hora de manifestação. Eles são acusados de participar, promover ou patrocinar das manifestações que exigem ‘intervenção federal’, que bloquearam rodovias no país, que estão acampados em frente a quarteis e não reconhecem a vitória do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

 
Leia Mais:
TSE bloqueia contas de 43 empresas e pessoas de MT envolvidas em atos antidemocráticos; multas de R$ 100 mil por hora de manifestação; veja lista

 
O total de doações somadas dos empresários chegou ao total de R$ 831.205, mas pode ser maior, uma vez que há CPF’s e CNPJ’s que deram inválidos na busca oficial no site da Receita Federal, mas que são de empresas mato-grossenses (veja lista no final).
 
No último dia 12 de novembro, Alexandre de Moraes determinou bloqueio imediato das contas bancárias relacionadas a 43 empresas e/ou empresários de Mato Grosso que participaram, ou ajudaram a realização dos atos antidemocráticos que pediam a Intervenção Federal e que bloquearam as rodovias do Estado.
 
No despacho do ministro verificou-se que a maioria das empresas são de Sorriso, tendo também representantes de cidades como Cuiabá, Nova Mutum, Tapurah e Água Boa. As sanções investigam os patrocinadores de uma ‘marcha’ de mais de 115 caminhões rumo à Brasília-DF, com o objetivo de protestar contra o resultado das eleições presidenciais 2022
 
As informações foram obtidas por meio do cruzamento de dados dos CPF’s e CNPJ’s que constam na decisão de Alexandre de Moraes, com o site oficial do Superior Tribunal Eleitoral (STE) na ferramenta Divulgacand que indicam todos os doadores de campanhas dessa eleição. Contudo há empresas que os números de CNPJ’s não estão aparecendo na consulta do site.
 
Os top 3 maiores doadores iniciam com o dono da Transportadora Rovaris, Atílio Elias Rovaris que doou sozinho R$ 500 mil; em seguida vem Sérgio Bedin com R$ 100 mil e em terceiro o dono da Vape Transpordadora, com R$ 50 mil.
 
Lista CNPJ (CPF’s dos proprietários e sócios das empresas):
 
22954084000135
AGROSYN COMERCIO E REPRESENTACAO DE INSUMOS AGRICOLAS LTDA
FLAVIO FILIPPI TOME - Total R$100
SERGIO ADAO ESTEVES - R$5.000
 
33603457000140
BANCO RODOBENS S.A.
WALDEMAR VERDI JUNIOR - R$25.000
 
18495981000150
BERRANTE DE OURO TRANSPORTES LTDA
MOYSES ANTONIO BOCCHI - R$30.001
 
39273408000172
DRELAFE TRANSPORTES DE CARGA LTDA
DIOMAR PEDRASSANI - R$20.000
 
36617309000172
LLG TRANSPORTADORA LTDA
LENICE GAZOLA - R$1
 
21016959000195
MURIANA TRANSPORTES LTDA
DENIS OGLIARI - R$30.000
 
13400926000116
POTRICH TRANSPORTES LTDA
DARCI POTRICH - R$35.000
MARCIO POTRICH - R$10.000
RICARDO POTRICH - R$5.000
 
36915924000165
TRANSPORTADORA ROVARIS LTDA
EDEVALDO ROVARIS - Total R$50 LULA
ATILIO ELIAS ROVARIS - R$500.000
 
11861980000133
VAPE TRANSPORTES LTDA
GERSON LUIS GARBUIO - R$50.000

Citado na decisão de Alexandre de Moares, o banco Rodobens se manifestou com a seguinte nota:
Entre no nosso canal do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui
 

Comentários no Facebook

xLuck.bet - Emoção é o nosso jogo!
Sitevip Internet