Olhar Direto

Quinta-feira, 20 de junho de 2024

Notícias | Cidades

Moradora de Rondonópolis

Turista de MT registra momento em que raio cai, atinge e mata guia em passeio no RJ; veja vídeo

Foto: Reprodução

Turista de MT registra momento em que raio cai, atinge e mata guia em passeio no RJ;  veja vídeo
Moradora de Rondonópolis (212 km de Cuiabá), Karlla Conceição gravou o exato momento em que um raio cai, atinge e mata o guia de turismo Leilson Souza, de 36 anos, durante uma trilha na Pedra da Gávea, no Rio de Janeiro. O fato aconteceu neste domingo (19).


Leia também 
Mulher é detida pela PM após invadir casa e esfaquear amigo do ex em Cuiabá


Karlla gravava o vídeo em forma de selfie, mostrando a paisagem do local. Na filmagem é possível ver que o guia turístico aparece mais ao fundo, de mochila verde, distante do grupo. Em determinado momento, eles são surpreendidos pelo barulho do raio, momento em que a mulher interrompe a gravação.

Depois, o raio atinge Leilson, que morre no local. O grupo que realizava a trilha aciona o Corpo de Bombeiros, bem como um helicótero, que fez o resgate do corpo do profissional. Já Karlla e os demais turistas realizaram o trajeto de retorno.

Em entrevista ao G1, Karlla relatou que estava no Rio há uma semana com o marido e que fez o passeio, que seria o último, antes de retornar para Mato Grosso. Afirmou também que todos os turistas foram informados da chance de chover, mas que decidiram fazer a trilha assim mesmo.

O guia, segundo Karlla, tinha dez anos de experiência e também alegou que o tempo era inconstante, e que, por isso, "poderia mudar de uma hora para outra".

"No meio do caminho começou uma chuva, uma garoa. Ele [o guia] perguntou se queríamos continuar e todo mundo decidiu que sim. O guia disse que tinha chance de chegar no final e ter uma vista com sol", afirmou.

Ela também relatou que após a queda do raio, todos ficaram em pânico e desesperados. Todos os integrantes do grupo queriam descer, mas estavam com medo de que fossem atingidos com novas descargas elétricas.

"Foi desesperador. Eu só sabia chorar e a gente entrou em desespero total. Eu queria descer, mas ao mesmo tempo tinha medo, porque poderia cair mais raio", contou.

No total, o passeio a Pedra da Gávea demora duas horas de subida e outras duas de descida, sendo intercalada entre trilha e uso de corda de rapel, que, segundo a turista, teve que ficar no caminho.

Nas redes sociais, Leilson costumava compartilhar com seus seguidores registros dos passeios na Pedra da Gávea e em outros pontos de montanha do Rio de Janeiro.

 
Entre no nosso canal do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui
 

Comentários no Facebook

xLuck.bet - Emoção é o nosso jogo!
Sitevip Internet