Olhar Direto

Quarta-feira, 28 de fevereiro de 2024

Notícias | Política MT

‘GESTÃO INCOMPETENTE E CURRUPTA’

Garcia diz que não vai interferir para Câmara reprovar contas de Emanuel, mas pede voto 'em prol da sociedade'

Foto: Câmara dos Deputados

Garcia diz que não vai interferir para Câmara reprovar contas de Emanuel, mas pede voto 'em prol da sociedade'
Após o conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Antônio Joaquim, detectar aumento da dívida de Cuiabá para R$ 1,25 bilhão e votar pela reprovação das contas públicas da capital, o secretário-chefe da Casa Civil, Fábio Garcia, voltou a fazer críticas à gestão de Emanuel Pinheiro (MDB). Além do TCE, as contas públicas da capital devem passar pelo crivo da Câmara Municipal - que também vota pela reprovação ou aprovação. 

Leia também
Garcia dispara contra Emanuel, diz que não vai interferir para Câmara reprovar contas do prefeito e pede voto ‘em prol da sociedade’


Interpelado sobre a situação financeira do município, Garcia respondeu que cabe ao Legislativo decidir. Ele afirmou que não vai interferir na decisão do legislativo, mas disse que sua expectativa é que os vereadores "votem em prol da sociedade”. 

“A Câmara já tem essa responsabilidade de fiscalizar, de apreciar as contas da prefeitura. Portanto, cabe a cada vereador ter a responsabilidade, diante de um voto tão contundente, exercer o seu papel”, disse.

"Portanto, cabe a eles aprovar ou não as contas [públicas]. Eu não farei nenhuma interferência em nenhum outro poder, porque acredito que isso cabe a eles e eles têm independência para poder fazer cada um o seu voto. Mas o que eu espero é que votem em prol da sociedade de Cuiabana”, acrescentou. 

Garcia ainda disparou contra Emanuel. O secretário classificou a gestão do atual prefeito como “incompetente” e “corrupta que está deixando a cidade esburacada, abandonada, endividada e com seus órgãos públicos sucateados”. 

De acordo com Garcia, a apreciação das contas refletem o “descaso”,  “incompetência” e a “falta de comprometimento”  de Emanuel com Cuiabá. 

Balancete

O relator das contas do ano 2022 da gestão do prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), conselheiro Antonio Joaquim, votou pela reprovação do balancete apresentado pela prefeitura, após verificar aumento da dívida consolidada líquida, chegando a R$ 1,25 bilhão.

Antonio Joaquim ressaltou que Cuiabá tem apresentado sinais de dificuldades financeiras desde de 2019.
Entre no nosso canal do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui
 

Comentários no Facebook

xLuck.bet - Emoção é o nosso jogo!
Sitevip Internet