Olhar Direto

Quarta-feira, 19 de junho de 2024

Notícias | Política MT

REDAÇÃO FINAL

AL aprova projeto sobre divisão do Fethab e retira Ampa da lista de beneficiadas; entidades serão definidas por decreto

Foto: Angelo Varela/ALMT

AL aprova projeto sobre divisão do Fethab e retira Ampa da lista de beneficiadas; entidades serão definidas por decreto
Após algumas semanas "batendo cabeça", os deputados aprovaram em segunda votação e redação final o projeto de lei (138/2024), que trata da divisão de parte do Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab).


Leia também
Olhar Direto estreia o videocast PodOlhar no Youtube com governador Mauro Mendes entrevistado


A pedido de alguns setores do agronegócio, o terceiro substitutivo integral apresentado foi aprovado nesta quarta-feira (17), retirando do texto o nome das instituições, com o argumento de evitar ferir o princípio da impessoalidade e garantir a constitucionalidade da proposta. Na votação, o projeto teve apenas uma abstenção por parte do deputado Gilberto Cattani (PL).

Em discussão, o deputado estadual Carlos Avallone apresentou destaque para votação da Emenda nº 7. Avallone disse que “ficou acordado com os deputados que nós iríamos atender à solicitação de todos os produtores”.

A Famato foi incluída dentro do processo e a Associação Mato-Grossense de Produtores de Algodão (AMPA) pediu a exclusão da participação dela no que diz respeito aos recursos que vão para a instituição. "Deixando claro que a Ampa vai contribuir e continuará contribuindo com os recursos do Fethab normalmente”, destacou Avallone.

O substitutivo integral número 3,  conforme justificativa, “tem por escopo promover alterações no texto original do projeto em destaque, para adequá-lo às normas legais, haja vista que existe uma ADI nº 1017304-80.2021.811-0000 em desfavor de trechos da Lei nº 7.263, de março de 2000, Lei do Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab), que preveem repasse de recursos a entidades do agronegócio e que viola os princípios da publicidade e impessoalidade, conforme apontou o relator, desembargador Marcos Machado, por ocasião do julgamento dos embargos de declaração”.

A partir de agora, as entidades do agro beneficiadas com os recursos do Fethab serão definidas por meio de decreto do governo ao invés de constarem no projeto de lei. Entre as entidades que serão beneficiadas estão o Instituto da Pecuária de Corte Mato-grossense (Inpec-MT), Instituto Mato-Grossense do Algodão (IMAmt), Instituto Mato-Grossense do Agronegócio (Iagro), Instituto da Madeira do Estado de Mato Grosso (Imad) e Instituto Mato-grossense do Feijão, Pulses, Colheitas Especiais e Irrigação (Imafir-MT).  

Lideranças partidárias justificam ainda que “é preciso ressaltar a relevância do princípio da impessoalidade nesta Lei que continua sendo desrespeitado, pois as entidades são nomeadas explicitamente e, com isso, permanece ofendendo o referido princípio, norma de aplicação obrigatória na administração pública, cujo objetivo é buscar e trazer para toda a sociedade plena segurança jurídica, procurando sempre colocar em primeiro lugar o interesse público, assegurando a igualdade e impedido qualquer tipo de imparcialidade”.  

(Com informações da assessoria)
Entre no nosso canal do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui
 

Comentários no Facebook

xLuck.bet - Emoção é o nosso jogo!
Sitevip Internet