Olhar Direto

Terça-feira, 28 de maio de 2024

Notícias | Cidades

trabalhadores da limpeza do estado

Garis relatam jornadas exaustivas e buscam TCE por garantia de direitos; situação de Cuiabá é a mais grave

Foto: TCE-MT

Garis relatam jornadas exaustivas e buscam TCE por garantia de direitos; situação de Cuiabá é a mais grave
O presidente do Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT), conselheiro Sérgio Ricardo, recebeu, nesta última quinta-feira (9), uma série de reivindicações dos trabalhadores da limpeza do estado. Em ofícios entregues pelo Sindicato dos Trabalhadores de Limpeza Urbana, Limpeza Pública, Áreas Verdes e Ambiental (Sindilimp/MT), os documentos apontam para jornadas exaustivas e falta de condições básicas de trabalho para garis de todo Mato Grosso. 


Leia também
No fim do mandato, Emanuel encaminha à Câmara projeto para criar mais uma empresa pública

Diante da solicitação, o presidente reforçou o apoio do Tribunal à categoria, garantido por meio do acompanhamento das contratações feitas pelos municípios. Ele disse que está discutindo como é a vida do gari, que deveria trabalhar de 6 a 8 horas e, “segundo denúncias, está trabalhando até 16 horas sem remuneração adequada, recebendo comida estragada e sem acesso a banheiros”. 

De acordo com os documentos apresentados pelo Sindicato, a situação é mais grave em Cuiabá, onde os garis não estariam recebendo os mesmos benefícios que outros trabalhadores do país. “Pelo que vimos, vai muito mal a relação entre a empresa licitada pela Prefeitura de Cuiabá e os seus trabalhadores”, avaliou Sérgio Ricardo.

Na Capital, o serviço é prestado mediante acordo emergencial. “Portanto, há necessidade de se fazer uma licitação e queremos acompanhar o edital para nos certificarmos de que constarão todas essas preocupações. Também vamos analisar o contrato atual para ver o que é que consta lá com relação ao tratamento dos garis”, acrescentou. 

O presidente do Sindilimp, Wenderson Alves Freitas, destacou que o avanço do debate deve beneficiar entre 10 e 15 mil profissionais essenciais para a sociedade. “Estamos juntos para demonstrar o quanto nossa categoria é importante para o Brasil e para o mundo, porque estamos diretamente ligados à proteção do meio ambiente e à manutenção da saúde pública de toda a população.”

Ele lembrou que a organização, oficialmente constituída em fevereiro deste ano, esteve no Tribunal em março e foi orientada a oficializar as demandas entregues hoje. “A expectativa de que sejamos atendidos é grande, porque desde a primeira vez que procuramos o Tribunal encontramos as portas abertas”, pontuou.

Segundo o assessor de gestão sindical, Adauto Muniz, além das reivindicações, o Sindicato também se disponibilizou a contribuir com a equipe técnica do TCE-MT. “Nosso objetivo é ajudar a fortalecer a orientação sobre futuras licitações e melhorar os contratos, porque quando o contrato não é muito bem produzido inicialmente, pode gerar prejuízo lá na ponta, como vem ocorrendo em vários casos.”

A questão ganha ainda mais relevância diante do Novo Marco Regulatório do Saneamento Básico, que prevê a extinção dos lixões e a instalação dos aterros sanitários nos municípios. “Propomos um trabalho mais eficaz, para unirmos essas pontas e trazermos benefícios para o poder público, para a iniciativa privada, para os trabalhadores e para a população, que é a maior interessada”, conclui Adauto.
Entre no nosso canal do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui
 

Comentários no Facebook

xLuck.bet - Emoção é o nosso jogo!
Sitevip Internet