Olhar Direto

Terça-feira, 25 de abril de 2017

Notícias / Cidades

Frequentadores reclamam de jacarés no Parque das Águas e zoólogo recomenda instalação de placas com aviso

Da Redação - André Garcia Santana

18 Mar 2017 - 09:12

Foto: Reprodução/Facebook

Frequentadores reclamam de jacarés no Parque das Águas e zoólogo recomenda instalação de placas  com aviso
Assustados com a presença de jacarés no Parque das Águas, inaugurado há dois meses em Cuiabá, frequentadores têm debatido sobre a segurança e cobrado medidas de proteção no local. Embora não sejam tão agressivos os Caiman yacare, nome científico dos animais da região, podem atacar em alguns casos específicos, como a perturbação de filhotes.  Diante disso, a recomendação profissional é que placas com avisos e, talvez uma tela de isolamento sejam instaladas ali para prevenir acidentes.

Leia mais:
Jiboia é atropelada ao atravessar a rua em frente ao Parque das Águas em Cuiabá

No Facebook uma internauta expressou sua preocupação. “O Parque das Águas, aqui em Cuiabá, foi inaugurado em dezembro de 2016. Ou seja, dois meses já e nenhuma placa de aviso sobre os animais que estão lá. A Sofia tem apenas dois anos e aquilo ali que ela está apontando é um jacaré. Se ela curtiu ver? Adorou. O jacaré vai ser atração até algo ruim acontecer”, diz a postagem.

Ao Olhar Direto, o zoólogo, docente do Instituto de Biologia da Universidade Federal de Mato Grosso (IBUFMT), Felipe Franco Curcio, afirmou que os jacarés do Pantanal, provavelmente os que habitam o parque, muitas vezes se acostumam à presença humana. Sendo assim, dificilmente atacam pessoas sem motivo específico, como por exemplo, a perturbação dos filhotes, que são ativamente protegidos pelas fêmeas.

“O fato dos animais já estarem no local antes da criação do parque, sem registros de acintes graves, mostra que sua presença ali não é motivo de alarde excessivo. Entretanto, como agora, com o parque criado, a presença humana é muito maior e frequente, é importante atentar para algum tipo de precaução, como o isolamento”, explica.

Para a prevenção de acidentes potenciais ele sugere o isolamento, com uma cerca de tela, por exemplo, de uma área perto dos corpos d'água que impeça a aproximação excessiva de transeuntes e curiosos. A ação impediria também o contato de algum animal de maior porte que se afaste da água e adentre áreas do Parque onde as pessoas (especialmente crianças) possam frequentar sem imaginar que um destes répteis possa estar ali.

A Prefeitura de Cuiabá informou que, para garantir a segurança de todos os frequentadores, a Secretaria Municipal de Serviços Urbanos tem tomado todas as medidas cabíveis.  Assim, mesmo não havendo nenhum histórico de ataques protagonizados pelos jacarés, o espaço será sinalizando no intuito de avisar sobre existência dos animais silvestres e orientar aos usuários que não entrem na Lagoa Paiaguás. Foi reforçado ainda que os serviços tem sido realizado com base em um planejamento que leva em conta vários fatores, inclusive o de segurança. 

12 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Amanda Pessoa
    20 Mar 2017 às 22:41

    Finalmente este final de semana fui conhecer o tal parque das águas e fiquei extremamente indignada com a poluição sonora no local e agora ainda mais em saber da existência desses animais no local. Cadê a secretaria do meio ambiente que não vê isso? Sei que estamos em perímetro urbano, mas o local não deixa de ser o habitat de animais silvestres. Adorei em saber que há mais um local de lazer pra população mas gostaria de um pouco de respeito com a natureza, vamos valorizar o canto dos pássaros.

  • Paulinho
    19 Mar 2017 às 16:59

    Quem tem o direito de ficar irritado são os jacares , invadiram o habitat deles e ainda querem reclamar.

  • Grelhador
    19 Mar 2017 às 13:28

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Fernanda
    19 Mar 2017 às 11:48

    Eder, quando presenciar uma cena de pessoas jogando pedras no jacare, chame o pessoal da PM q fica por ali, se for o caso, registre a ocorrencia, pois maus tratos aos animais é crime, ainda mais considerando uma especie do pantanal.

  • luiz
    19 Mar 2017 às 10:39

    sobrou até pro jacaré esses almofadinhas não tem jeito vão fazer caminhada na av. paulista seus hipócritas.............

  • roberto
    19 Mar 2017 às 07:36

    É muita falta do que fazer mesmo, o jacaré já estava lá bem antes do parque ser construído.

  • Jeh
    18 Mar 2017 às 19:54

    Bom quem está errado somos nós mesmo, pois os Jacarés estão na casa deles, então se não quer encontrar eles não vá ao parque e pronto está resolvido, povo sem graça só sabe reclamar!

  • MARGARETE
    18 Mar 2017 às 15:17

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Clarice
    18 Mar 2017 às 13:35

    Quem deveria reclamar da presença humana são os jacarés, que habitam aquele espaço muito antes de nós.

  • XIKO
    18 Mar 2017 às 11:39

    O povo tem que entender o seguinte antes do parque eles ha habita nesse local a muito tempo, na real o homem está tomando espaços desses animais.

Sitevip Internet