Olhar Direto

Segunda-feira, 29 de maio de 2017

Notícias / Política MT

Sachetti se diz contra ajuda financeira aos estados e afirma que medida vai beneficiar maus gestores

Da Redação - Lázaro Thor Borges

17 Abr 2017 - 08:21

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Adilton Sachetti

Adilton Sachetti

O deputado federal Adilton Sachetti (PSB) afirmou que uma ajuda financeira concedida pelo presidente Michel Temer aos estados em crise seria prejudicial aos “bons gestores”. De acordo com o parlamentar, o rombo na conta de algumas unidades da federação é resultado da má gestão de governos anteriores.  

Leia mais:
Em discurso na Câmara, Sachetti cita que acusações são suficientes para impeachment

 
“A minha opinião é de que a partir do momento em que a gente ajudar os estados nós vamos prejudicar os bons gestores. Aquele que perdeu a eleição porque foi duro com o seu estado hoje o estado está bem. Agora, aquele que deu tudo, abriu as portas, e deu todos os favores para todo mundo está com o estado quebrado. E aí, vamos ajudar esses que fracassaram?”, questionou Sachetti.
 
Até o momento os estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul decretaram calamidade financeira e pediram ajuda do governo federal para manter serviços básicos à população. Em Mato Grosso, a situação é mais confortável, apesar da gestão “mão aberta” de Silval Barbosa (PMDB) a frente do governo.
 
Sachetti acredita, no entanto, que a ajuda de Temer abrirá um precedente para que administradores que tiveram baixo desempenho não sejam punidos pelos seus erros anteriores. De acordo com ele, o rombo nas contas públicas foi provocado muito mais por governos ruins do que pela crise econômica que atingiu o país nos três últimos anos.
 
“Fizeram uma administração temerária e agora a gente libera dinheiro para resolver esta administração temerária. Só que na hora em que fizer essa alteração quem vai fazer pagar é o cidadão. É essa consciência que nós temos que discutir. Outra coisa: o Estado não fabrica dinheiro, o dinheiro é seu, é meu é nosso, somos nós que colocamos dinheiro lá, se nós não começarmos a cobrar a responsabilidade desse dinheiro isso vai continuar assim”, argumentou o deputado.  

5 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • joaoderondonopolis
    17 Abr 2017 às 11:43

    Parabéns deputado. MT é um exemplo.

  • Antonio
    17 Abr 2017 às 10:08

    Rio de Janeiro está com diversas folhas de salários atrasados do funcionalismo público estadual (isto é fato), seu ex Governador só se preocupou cometer irregularidades com o dinheiro público (tanto que Sérgio Cabral está preso). Agora eu pergunto até que ponto o dinheiro público desviado por um Governador corrupto pode prejudicar restituição do valor real dos salários dos servidores (RGA)? Eu sou servidor público federal, não defendo nenhum partido. Entretanto tem o limite orçamentário de gastos com pessoal que deve ser cumprido rigorosamente sob pena de crime de responsabilidade sob quem descumprir. Se houver queda da receita torna-se preocupante o limite com gastos de pessoal, uma vez que a constituição juntamente com a lei de responsabilidade, prevê crime de responsabilidade aquele gestor que não cumprir fielmente, então não há dúvidas que nem pensar muito que quem logo sofre somos nós os prestadores de serviços à nação, enquanto os privilegiados nunca cortaram seus benefícios nem da classe acostumada não ser afetada. Como uma forma de protesto contra a corrupção eu e minha família estamos decididos a votar substituindo todos os Senadores, Deputados Federais, Deputados Estaduais, e Vereadores, é o nosso recado.

  • Coerente
    17 Abr 2017 às 09:55

    Correto. Parabéns deputado.

  • Carlos Frederico
    17 Abr 2017 às 09:51

    Esse deputado é uma piada!!!! Em vez de se preocupar com o povo que precisa dos serviços públicos que não estão sendo prestados por causa da finanças do Estado, ele tá preocupado em punir gestor! É o povo ainda elege um cara desses... como pode?!

  • luiz
    17 Abr 2017 às 09:51

    Bom dia deputado com o seu discurso o senhor avalisa que que os governos de MT anteriores ao atual fizeram odeverde casa .........diferente do discurso do Pedro Taques e equipe dizen que a culpa dafaltaderecursos foi a ma administração anterior. o

Sitevip Internet