Olhar Direto

Domingo, 19 de novembro de 2017

Notícias / Educação

Especial Enem: 7 regras para a véspera da prova; professor alerta para atrasos na Unic Beira Rio

Da Redação - Paulo Victor Fanaia Teixeira

03 Nov 2017 - 16:41

Especial Enem: 7 regras para a véspera da prova; professor alerta para atrasos na Unic Beira Rio

O silêncio angustiante que paira sobre a véspera do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) atinge a todos. Não há como fugir. A prova está chegando. Parece um pouco em cima da hora, mas muitos aspectos fundamentais para seu sucesso merecem atenção neste sábado (04).

Qual caneta levar? Quais alimentos são pemitidos? Qual a roupa adequada? Sei meu local de prova? Quanto tempo vou gastar no trânsito? Ainda, balada antes da prova está permitido? O que os pais podem fazer à respeito? Olhar Direto apresenta nesta terceira reportagem especial as 07 regras da véspera do ENEM 2017.

Conversamos para esta reportagem com o orientador educacional Giovani Lacerda e a professora de redação Juliana Poleto, ambos do Coração de Jesus (CCJ) e  do Colégio Master, Carlos Benjoino Bidu e Priscila Germosgeschi, que lecionam história e redação, respectivamente.

A primeira prova do ENEM (de Linguagens e Ciências Humanas) acontece neste domingos (05 de novembro), com abertura de portão às 11h (horário de Cuiabá) e fechamento pontualmente às 12h.

Leia mais:
Parte I: Especial Enem 2017: professores de Cuiabá listam 15 possíveis temas da redação

Parte II: Especial Enem 2017: contra o nervosismo da véspera, colégios investem em show e aulas abertas; Veja vídeo

Alimente-se bem. Feijoada nem pensar:

“Na véspera, durma bem, alimente-se bem. No dia da prova, faça uma alimentação leve, você não pode comer uma feijoada, pois isso vai dar sono! Elabore lanches leves, como uma barra de cereal, por exemplo, para você não sentir fome nem cansaço”, indica o orientador educacional Giovani Lacerda.

A professora Priscila, do Master, concorda. “Não coma comidas que você não come com naturalidade. É muito importante pedir para os pais que eles cozinhem o prato neste dia. Na véspera da prova, o jovem já vai estar psicologicamente abalado, então se ele tiver um desarranjo intestinal no dia, ele pode perder tempo e isso desestabilizá-lo”.

O que resta fazer neste dia tenso e enfadonho além de dormir e comer coisas leves? “Vá ao cinema, durma muito”, indica Priscila. Mas a noite, é toque de recolher...

Que tal um esquenta de leve, à noite, para relaxar?

“Nem pensar!”, exclama o orientador. “Sair para aniversário de fulano ou sicrano, não! Jantar fora e chegar tarde da noite? Não pode!”.

A professora do Master vai pela mesma linha. “Sair no sábado à noite com os amigos, em hipótese alguma. Por quê? Pois dependendo do lugar que ele for e a quantidade de álcool que ingerir (e ingere mesmo) ele não vai ter o mesmo rendimento no dia seguinte. Costumo dizer para eles que o ENEM é um evento, e como todo evento, a gente precisa se preparar”.

O que posso levar para a prova?

É importante o candidato saber que não adianta tentar levar para a prova “aquela caneta da sorte” ou uma “lapiseira”, só para rascunhar as idéias. O esquema é rígido.

“Caneta é de cor preta, transparente. Alimentos só serão aceitos em pote transparente. Há toda uma restrição e pelo visto este ano será bem rigorosa essa questão. É preciso se atentar”, observe Juliana Poleto, do Coração de Jesus.

Qual roupa devo usar?

E que roupa é mais adequado e confortável de vestir para a prova? Moletom e pantufas? Shorts curtos e salto alto? Juliana explica: “Não há restrição para vestimenta, mas é sempre bom usar roupas leves e confortáveis, pois é um tempo significativo de prova. A gente se preocupa muito com isso e por isso instruímos nossos professores e alunos no seguinte sentido: o ENEM acaba sendo uma prova de resistência, são 4h30 ali, sentado. Se você estiver se sentindo pesado, sem uma roupa confortável, sem um sapato adequado, isso tira sua concentração”.
 
Foto: Maria Anffe/Gcom-MTMunir-se dos materiais adequados e conhecer o local de prova são pontos positivos contra o stresse de véspera.
 
Conheça seu local de prova:

“Se você não sabe onde é seu local de prova, vá um dia antes”, pede Giovani. “Vá antes, com bastante antecedência. Não deixe para ir já em cima da hora, pois no dia do ENEM todas as escolas vão se mobilizar para estarem nos locais de prova, não só os alunos, como também os professores. A cidade se mobiliza muito nesta data, sem contar os comerciantes e familiares”.
 
O professor de história Carlos Benjoino Bidu elabora um check-list: “O local da prova fica há quantos quilômetros de minha casa? Eu sei onde será minha sala? Lá tem ar-condicionado? É fácil ir para lá de ônibus ou é melhor pegar Uber ou Táxi? Ou, de repente, pedir para alguém me levar. Já separei minhas canetas? Já preparei o lanche e vi minha documentação? Está tudo certo e organizado? São coisas que os alunos acabam deixando de lado e é importante cobrarmos isso deles”.

Parentes são importantes neste momento:

De que maneira os pais podem ajudar na véspera? Bidu sugere. “Incentive seu filho, leve ele no dia da prova. É importante ele ir com você, ouvir palavras de confiança e de motivação, para que ele se sinta bem, não é hora de cobrar e dizer de suas expectativas em relação a ele. O aluno precisa, neste momento, se sentir acolhido, para que ele não fique nervoso de maneia excessiva”.

Não se atrase! Calcule sua rota: 

O professor lembra-se das obras da Copa do Mundo, que seguem atormentando o trânsito no centro de Cuiabá. Considerando estes percalços, “quanto tempo gastarei indo da minha casa ao local de prova? Estará congestionado? Vai estar! Então saia mais cedo. Compensa almoçar neste caso ou não? É preciso calcular isso”.

"É melhor chegar uma hora antes de abrirem os portões do que um minuto depois deles fecharem", brinca Giovani Lacerda.

Muitos podem ainda não ter ligado o nome à pessoa, mas foi o professor Carlos Bidu o responsável por aquela cena memorável, quando carregou nos braços um aluno cadeirante que tentava chegar ao local de prova enquanto o portão se fechava, no último minuto.
 

Cuidado com as obras da Copa:

Questionado se prevê cenas como acima no ENEM 2017, o professor Bidu lamenta. “Acho que vai acontecer, e por N motivos, a cidade está em obras, como a avenida Fernando Corrêa, uma avenida importante, isso influencia. Você tem o aluno que não faz o cálculo do tempo para chegar ao local de prova... aí a culpa é dele mesmo. Você tem o aluno que confia demais no cálculo (de deslocamento) que fez... essas cenas são rotinas, impossível acabar. Sempre vai ter uma galera que não se organiza ou que sofre na mão do transporte público. O sujeito confia no busão e ele não passa na hora que ele achou que iria passar...”.

Região da Unic: 

Bidu alerta aos alunos que farão provas no campus Universidade de Cuiabá (Unic). “Quem fará provas ali na região da Beira Rio, na Avenida Jaques Brunini, orientamos a sair de casa muuuuito mais cedo, pois é uma região que congestiona, é um local onde todos esperam para ver quem ficará para fora e a gente não quer que ninguém fique de fora. É uma questão de organização. Vai acontecer atraso? Vai...mas o ideal é que não aconteça”.
 
Memorizou as regras? Vamos revisar! 

Documentos que podem substituir a identidade:
  • carteira de motorista (CNH)
  • carteira de trabalho
  • carteira de reservista (para maiores de 18)
  • Passaporte
Objetos proibidos no dia da prova:
  • Lápis e Lapiseira
  • Chaves
  • Livros de qualquer natureza
  • Manuais
  • Textos de revisão (colas e panfletos)
  • Borracha
  • Boné e chapéu de sertanejo
  • Fones de ouvido ou qualquer transmissor, gravador ou receptor de dados, imagens e vídeos
  • Impressos
  • Óculos escuros
  • Caneta de material não transparente
  • Dispositivos eletrônicos (calculadoras, celulares, smartphones, tablets, ipods, pen drives, gravadores, relógios, alarmes ou similares).
Caneta aceitável:
  • BIC preta transparente.
  • Azul não será aceita.
Alimentos:
  • Alimentos industrializados precisam estar com as embalagens lacradas e transparentes e serão vistoriados antes do ingresso na sala.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet